Carreira Alternativa
Carreira e Trabalho

Carreira alternativa fora da sua área de formação: como construir?

Engenheiros trabalhando com vendas, farmacêuticos no marketing, veterinários na administração, publicitários na logística e por aí vai… Cada vez mais, a sua formação deixa de ser um fator restritivo na hora de buscar espaço no mercado, que dá mais e mais lugares para uma carreira alternativa.

 

Hoje, estamos vivendo o que apelidamos de “a era do talento”. Nela, a busca não é somente por profissionais que tenham conhecimento técnico ou experiências em determinada área, mas sim por pessoas motivadas, dispostas a aprender, e que tragam novas ideias e soluções para problemas.

Por um lado, poder trabalhar em qualquer área de atuação é incrível, principalmente para as pessoas que se formaram em um curso, mas perceberam que não queriam trabalhar com aquilo. Por outro lado, o seu leque de oportunidades aumenta absurdamente e muita gente pode se perder nesse momento, já que várias perguntas surgem na sua cabeça:

  • O que buscar?
  • O que tem minha cara?
  • A empresa escolhe por mim?

 

A escolha é sua: defina um caminho

Você tem muitas opções, mas isso não significa que você não precisa escolher. Busque entender que tipos de rotina, atividades e dinâmica de trabalho têm a sua cara. Mais do que isso, explore também o seu perfil:

  • O que você gosta de fazer?
  • O que tem facilidade em fazer?
  • O que faz você se desmotivar rapidamente?
  • Quais são as suas competências?
  • As pessoas te reconhecem pelo quê?
  • Em qual área de atuação você usaria suas competências?

carreira alternativaConversamos com a Thaís Malatesta, da Stone, para entender como ela construiu uma carreira em áreas como Relacionamento com o Cliente e Operações, apesar de ser formada em Engenharia Química e pós-graduada em Petróleo e Gás.

“Já passei por algumas áreas dentro da Stone: em 2014, trabalhei no Relacionamento com o Cliente. Em 2015 e 2016, trabalhei com antecipação de recebíveis e, atualmente, estou trabalhando com controle de operações financeiras!”

Mas como essa escolha aconteceu? De acordo com Thaís, a escolha sempre acabou saindo de suas mãos. “Nunca escolhi uma área, sempre a área me escolheu. É mais ou menos assim que as coisas acontecem por aqui. O importante é topar um novo desafio e aprendizado entrando com o seu melhor. Com isso, a entrega é certa e o resto vem”.

 

O valor da sua formação e experiências em uma carreira alternativa

Se você está buscando uma vaga fora da sua área de atuação, provavelmente não terá experiência no ramo. Isso não é um problema, mas é necessário identificar competências que podem ser úteis na sua trajetória e experiências.

  • O que você já fez até hoje?
  • Que competências desenvolveu?
  • O que descobriu sobre você?
  • Como isso pode ser uma vantagem para a área que está buscando?!

Mais que isso, é essencial estar disposto(a) a aprender, correr atrás, conversar com as pessoas e buscar qualificação para as suas responsabilidades.

“Mais importante que saber um assunto, é estar disponível para aprender”, explica Thaís. “Na Stone, temos uma vantagem grande, que quando olhamos para o lado tem muita gente melhor que a gente querendo ajudar. Então, é só você estar com sede de aprendizado que tudo fica mais fácil. Erros são vistos como um processo da entrega e do sucesso, o que torna as coisas mais leves.”

Cada pessoa tem seus talentos, conhecimentos e motivações. Mesmo em uma área nova, levar seus talentos para promover uma mudança é o que faz a diferença:

“Meu papel na área em que entrei este ano era parecido com arrumar uma casa. O time precisava de um melhor direcionamento, mais conexão com a cultura da empresa, metas e entregas. Faltava um pouco mais de foco no resultado e menos tempo gasto apagando incêndio. Acho que estamos conseguindo. ”

A ‘era dos talentos’ te dá liberdade para crescer e aparecer nas áreas que você mais gosta. Por isso, reflita sobre a sua história, busque conhecer as suas reais motivações e não se esqueça de que seus talentos sempre se sobrepõem a qualquer técnica. E aí, em qual área você deseja trabalhar?

 

Jéssica Lopes
Seja Trainee

 

Este foi um texto escrito pelo pessoal do Seja Trainee, uma instituição parceira da Stone que, assim como nós, busca esticar e qualificar jovens talentos. Esse é o terceiro de uma série de textos que serão produzidos com essa parceria, buscando ajudar os jovens talentos a entrarem no mercado de trabalho!