dicas para entrevista
Carreira e Trabalho

Dicas para entrevista: não deixe seu currículo te limitar

Buscando dicas para entrevista? Pois a primeira coisa que deve ter em mente é que, diferente do que muita gente acha, a entrevista não é uma recapitulação do seu currículo e nem uma “prova” com respostas certas e erradas. 

 

Em entrevista, não tem certo ou errado. É importante estar preparado? Com certeza, mas não adianta chegar com respostas prontas para cada item do seu currículo. O currículo é o resumo do resumo. Ele conta um pouquinho do que você viveu e o impacto que deixou por onde passou. Mas ele não deixa claro suas motivações, pontos fortes e objetivos profissionais.

E quem comprova isso é a Graziela Abreu, recrutadora de Operações da Stone, que contou como conduz as entrevistas lá dentro:

“Mapeamos na história do candidato os atributos que têm ligação com a nossa cultura. Um exemplo é o nosso valor Own It: tentamos buscar o quanto cada candidato é protagonista das próprias histórias e tem espírito de dono.”

E para descobrir se o candidato carrega o valor “Own It” e tantos outros valores, a entrevista tem que ser mais profunda. Por isso, uma das nossas primeiras dicas para entrevista é: não seja raso na entrevista. Mostre quem você realmente é, o que você já fez e o que pretende para o futuro.

Na Seja Trainee, gostamos de usar a metáfora de uma piscina, que começa no raso, e vai ficando cada vez mais funda.

No caso, a entrevista é essa parte mais funda, onde o avaliador vai mergulhar na sua trajetória. Aproveite a oportunidade para mostrar porque você deve ser contratado e já fica o alerta: não deixe seu currículo te limitar!

 

Perguntas que vão além do currículo

Daniel Giovanelli, recém aprovado na Stone como analista de Relacionamento com o Cliente, também conversou com a gente e contou sobre sua experiência na entrevista:

“Algumas perguntas foram além do currículo, como ‘Qual seu maior desafio. Conte uma situação onde você se superou’. Currículo é a capa do livro, a entrevista tem que ser uma resenha do livro”.

Por mais que aquela tenha sido a primeira entrevista profissional de Daniel, e isso trazer uma carga extra de nervosismo, a preparação foi essencial. “Foi uma entrevista bem tranquila e descontraída, eu consegui mostrar os desafios pelos quais já passei, minhas principais qualidades e porque eu deveria estar onde estou”, explica.

Viu? Estar preparado talvez uma das principais dicas para entrevista que podemos dar. Faz a diferença porque você consegue ir além de tudo que já fez e mostrar o valor das suas experiências! Listamos abaixo, os principais pontos que o avaliador quer descobrir sobre você:

 

Dicas para entrevista

  1. Quem é você

“A vida profissional reflete muitas coisas da vida pessoal, não é necessário perder tempo tentando separar as duas coisas. Não tenha medo de se mostrar. Você não é só a pessoa que fica 8h por dia no trabalho. As outras 16h fazem parte da sua vida também”.

No discurso da Graziela, já fica claro que o avaliador não está interessado só na sua formação e experiências, mas ele também quer saber quem é você, como você pensa, age. Por isso, é importante contar sobre sua história.

“Um erro do candidato é dizer aquilo que ele acha que queremos ouvir. Não queira gastar o tempo da sua entrevista debatendo pontos do livro ‘Paixão Por Vencer’, do Jack Welch, para mostrar que leu. Invista em mostrar quem você realmente é, as coisas que fez e aquilo em que acredita”, completa.

  1. Suas conquistas

Quando a gente fala em conquistas, a maioria das pessoas dispara o discurso do currículo: “Já fiz isso, isso e aquilo também”. Mas quando o entrevistador fala em conquistas, ele está falando em como você alcançou resultados, em como você resolve problemas, lida com pessoas, se planeja no dia-a-dia.

Ou seja, o que está em evidência, não é só o resultado obtido ou a experiência em si, mas o COMO você age. Graziela explica melhor: “Muitos candidatos se prendem a cargos que tiveram e não mostram seus feitos. No final, não importa se você foi presidente ou voluntário. Importa aquilo que você entregou, o impacto positivo que você gerou”.

E foi justamente mostrando seus feitos, que o Daniel conquistou sua vaga.

dicas para entrevista

 

“Acredito que, a partir de algumas histórias que contei sobre a minha vida, consegui demonstrar algumas qualidades essenciais para estar aqui; inteligência e resiliência talvez sejam as palavras-chave. A dinâmica fez eu me sentir um pouco mais seguro para me mostrar para os entrevistadores também”.

 

  1. Seu momento e objetivos profissionais

Outra coisa que a entrevista vai explorar é o famoso “o que você imagina para sua carreira daqui para frente?” e o importante é ter feito essa reflexão com antecedência:

  • O que te motiva?
  • Quais experiências que você viveu foram mais marcantes?
  • Do que você não abre mão?

Portanto, é importante entender o seu propósito e conseguir transmiti-lo ao avaliador. (Caso precise de ajuda nisso, neste texto, orientamos sobre como você pode descobrir qual o seu propósito na vida). E mais uma vez, não deixe seu currículo te limitar. Mesmo se você tiver algumas experiências na mesma área, mas quiser buscar um desafio em uma nova área, não encare isso como fator limitador. Ainda tem dúvidas disso? A Graziela explicou mais:

“Não é problema querer trabalhar em outra área diferente daquelas que você já esteve, desde que você tenha disposição e vontade de se aprofundar em outros assuntos em um curto espaço de tempo.

Na Stone, a régua por conhecimento é bem alta. Isso vai te exigir estudar e praticar muito nas horas vagas. Ser bom não é o suficiente. Queremos os melhores! Mas proporcionamos a oportunidade de aprender do zero aqui dentro com pessoas que são referência. Esse é um dos motivos porque energia e inteligência fazem parte dos nossos pilares”.

  1. Mão na massa

E para finalizar, vamos deixar uma dica da Graziela:

“Estruture a sua história: quais fatos te levaram a ser quem você é hoje? Quais dores te fizeram crescer?  O porquê de fazer o que faz hoje? Qual a dor que te move? O que te tira da cama todos os dias de manhã? É importante conhecer seus pontos fortes. Mais importante ainda é saber onde estão as suas fraquezas e como melhorá-las.”

E se você quer treinar para algumas perguntas que podem aparecer em uma entrevista, nossa sugestão é: baixe o eBook de entrevista da Seja Trainee

Tente responder às questões sempre se atentando ao quanto você está reproduzindo o seu currículo e quanto consegue ir além dele para contar mais sobre você e seu futuro profissional.

 

Jéssica Lopes
Seja Trainee

 

Este foi um texto escrito pelo pessoal do Seja Trainee, uma instituição parceira da Stone que, assim como nós, busca esticar e qualificar jovens talentos. Esse é o quarto de uma série de textos que serão produzidos com essa parceria, buscando ajudar os jovens talentos a entrarem no mercado de trabalho!