Transação 360

Transação 360: meios de pagamento no Quênia

O Quênia fica na África Oriental e suas paisagens serviram de inspiração para um dos filmes mais famosos da Disney: O Rei Leão. Mas além do pôr do sol laranja e as savanas, o que mais você sabe sobre o Quênia? Hoje, o Transação 360 desembarca em terras quenianas para falar um pouco sobre as curiosidades desse país e para descobrir qual é o meio de pagamento mais usado por eles.

O Quênia foi colônia britânica por quase 70 anos e só conquistou sua independência em 1963. Por ser um país tão novo, a desigualdade social é visivelmente extrema, ou as pessoas são muito ricas ou muito pobres.

Com cerca de 47 milhões de habitantes e cortado pela linha do Equador, o país possui paisagens contrastantes e maravilhosas e um povo muito hospitaleiro e multicultural. Com montanhas cobertas de neve, praias com águas cristalinas cheias de corais e florestas com fauna extremamente rica, o país atrai turistas de todos os cantos do mundo.

Quênia - Transação 360

O café e o turismo são o que mais gera dinheiro ao país. Porém, o café é considerado apenas um produto de exportação e é muito pouco consumido localmente. Os quenianos preferem chá e cerveja e costumam consumir todas as bebidas quentes ou em temperatura ambiente.

Existem dezenas de tribos no Quênia com dialetos e características muito fortes e cada pessoa descende de uma dessas tribos. O idioma oficial é o suaíli seguido do inglês e outros inúmeros dialetos tribais.

Barack Obama é queniano e é adorado por todo o Quênia. O dia em que foi eleito presidente dos Estados Unidos se tornou feriado nacional e por todos os lugares estão espalhadas fotos dele. Sua avó vive em Kogelo e é uma celebridade local.

Meios de pagamento no Quênia

Até 2005, mais de 80% da população queniana não tinha acesso ao banco, cartão de crédito então, nem se fala. Por isso, o meio de pagamento mais utilizado era o dinheiro, até uma grande revolução na forma de pagamento local: o mobile banking.

Em 2007, a Safaricom em parceria com a Vodafone, ambas empresas de telefonia móvel, criou o M-Pesa, M de mobile, e pesa significa dinheiro na língua suaíli, um serviço de mobile banking.

Para utilizar o M-Pesa tudo o que as pessoas precisam ter é um celular que envie SMS. Não precisa ser smartphone, não precisa ter conta em banco, basta comprar créditos para o celular e transferir a quantia por meio de SMS para a pessoa desejada. A pessoa que recebe o dinheiro pode sacar, caso queira, em qualquer lojinha local que ofereça o serviço ou fazer pagamentos pelo próprio celular.

O M-Pesa possibilita não só transferir dinheiro, como fazer depósitos, pagar contas de TV, água e outros serviços. O registro é grátis e não existe mensalidade, a pessoa só paga uma pequena taxa por transação. E não existe quantia mínima para utilizar o serviço.

Por que o M-Pesa é tão importante? Porque apenas 26% dos quenianos vive em centros urbanos e a única forma de enviar dinheiro para a família na zona rural era através de motoristas, ou seja, nada seguro. Além disso, a bancarização da população é primordial para o desenvolvimento de um país. O acesso ao crédito permite investir nos empreendimentos. Sem contar o poder de compra, que faz a economia se movimentar ainda mais.

O sucesso do M-Pesa foi tão grande, que hoje cerca de 70% da população queniana utiliza o serviço e países vizinhos como Tanzânia e Moçambique, por exemplo, estão adotando fortemente o mobile banking.