relacionamento com o cliente
Áreas Stone

O que aprendi em um ano de Relacionamento com o Cliente

Há quem diga que encantar é apenas resolver a demanda do cliente, mas nossa missão vai muito além. No Relacionamento com o Cliente, o RC, não tem mimimi, tem autonomia, tem encantamento. Mais que tudo, tem tecnologia humana.

 

Sim, nós atendemos o cliente.

Foi durante um desses happy hours fora do expediente que resolvemos relembrar tudo o que já passamos no RC. Estávamos perto de comemorar nosso primeiro aniversário, um ano de RC. Vivemos todas as mudanças, todo o rápido crescimento e suas consequências, todas as dores e histórias dos clientes. Foi fácil? Não, mas ninguém disse que seria!

relacionamento com o clienteMas é call center? Parafraseando capitão Nascimento no filme Tropa de Elite: Nunca serão. O que nós vivemos não só como time, mas também como empresa, passa longe de um call center ou do robô que te recepciona em atendimentos convencionais. Nossa missão é o cliente. Não tem mimimi, tem autonomia. Não tem tempo ruim, tem encantamento. Não tem robô, tem gente. Trabalhamos com a mais avançada tecnologia por aqui, a tecnologia humana.

E que tecnologia. São pessoas de todo os tipos, cursos, perfis, estilos, cores e sorrisos. Mal sabem os clientes que aquele que está cuidando de seu atendimento pode ser um engenheiro, um publicitário, um administrador, um empreendedor ou um sonhador. Esse é um dos segredos. Essa homogeneidade faz com que você aprenda todos os dias algo diferente. Não só você, mas o cliente também.

Há quem diga que encantar é apenas resolver a demanda do cliente. Essas pessoas definitivamente não sabem o que é encantar. Encantar, além de resolver o problema, é entender a dor do cliente, tornar a sua experiência algo surreal e surpreendê-lo além das expectativas. E sim, nós sabemos fazer isso.

relacionamento com o cliente

É difícil para muita gente entender por que depois de longos cinco anos na faculdade de Direito e uma pós-graduação, você tem tanto orgulho de trabalhar no relacionamento com o cliente. Como explicar isso para amigos e familiares? Sempre digo e repito, passaria por tudo de novo.

Está preparado para receber feedbacks? Receba, absorva e vire o jogo. Quer ser desenvolvido? Permita-se. Não queira ser o melhor, torne-se uma referência. Se sentiu acomodado? Toma um desafio. O RC balança suas estruturas.

Nesse um ano de Relacionamento com o Cliente, poderia escrever um livro contando todas as histórias que ouvi na linha e como tenho aprendido todos os dias com o time. Mas vou encerrar por aqui e os deixarei com curiosidade.

Quer fazer parte dessa experiência? Inscreva-se aqui

 

Bruno Sacramento
Relacionamento com o Cliente