Você acha que é viável empreender em qualquer idade e ter bons resultados nessa jornada? Já adiantamos que, neste post, vamos lhe mostrar que isso é possível. O sucesso nessa área é independente dos anos de vida da pessoa. Bom atendimento, planejamento, organização financeira, diversificação de canais e alinhamento com o público-alvo são alguns dos pontos muito mais relevantes para o empreendedor.

Para você ver como a idade não é um fator determinante para o sucesso de um negócio, vamos mostrar algumas histórias inspiradoras ao longo do artigo e trazer várias dicas para quem quer começar a empreender.

Quer aprender mais sobre isso? Então, continue a leitura e confira o conteúdo especial que preparamos para você!

Afinal, tem idade para começar a empreender?

Conforme visto anteriormente, não existe uma idade certa para começar a empreender e nem uma que garanta o sucesso dessa jornada. O empreendedor mais velho pode trazer na bagagem mais experiência de mercado, uma visão que integra passado e presente, além de poder ter guardado dinheiro por um tempo mais longo para abrir o próprio negócio.

Já a pessoa com menos anos pode estar conectada às tendências, ter familiaridade com algumas tecnologias inovadoras e a possibilidade de se arriscar mais, por ter menos a perder, por exemplo.

Mas nada disso é uma regra. Cada empreendedor tem uma história única e você deve valorizar a sua narrativa se quer empreender, não se limitando por conta da idade. Para começar a empreender, uma ideia inovadora e a sua disposição em fazer dar certo contam muito mais.

Mais do que isso, planejar-se, agir com consistência, mensurar resultados e focar no cliente são alguns dos pilares mais importantes para começar e manter uma empresa. Então, não deixe o sonho de empreender de lado porque você se acha novo ou velho demais para isso. Veja a seguir alguns exemplos para te inspirar!

Quais as inspirações e exemplos para quem quer empreender em qualquer idade?

Para provar que não tem idade para começar a empreender, trouxemos alguns exemplos conhecidos de empreendedores que tiveram sucesso com seus negócios nas mais variadas idades.

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, por exemplo, fundou a rede social com, aproximadamente, 20 anos, enquanto cursava o segundo ano da Faculdade de Harvard. Menos de 10 anos depois, em 2012, o Facebook já contava com um bilhão de usuários.

Bill Gates é outro exemplo que fundou seu próprio negócio de sucesso muito jovem, aos 19 anos mais ou menos. Hoje, a Microsoft é uma empresa bilionária. Jeff Bezos criou a Amazon quando tinha 30 anos. Já John Pemberton, criador da Coca-Cola, e Ray Kroc, fundador do McDonald ‘s, criaram seus negócios de sucesso com mais de 50 anos. Harland Sanders vendeu a primeira franquia da rede alimentícia KFC aos 62 anos.

Viu só como cada empreendedor tem a sua própria história e a idade não deve ser um empecilho para começar no mundo dos negócios? Agora, para estimular você a começar a sua empresa, separamos algumas dicas.

Quais as melhores dicas para começar a empreender em qualquer idade?

Se a idade não é um fator determinante para empreender, o que você precisa para abrir um negócio próprio? Confira quais as melhores maneiras de desenvolver um negócio de sucesso e alcançar a prosperidade em qualquer época da vida.

1. Tire vantagem da estabilidade ou do tempo livre

Empreender na terceira idade pode ser facilitado por conta da estabilidade financeira que normalmente é conquistada nessa fase da vida. Em contrapartida, para quem está no início de sua jornada, há mais tempo livre e menos compromissos.

Assim, independentemente da fase em que você está, é possível tirar vantagem do cenário atual para potencializar seus projetos. Enquanto na fase mais jovem você pode se dar ao luxo de correr mais riscos em seu empreendimento, na terceira idade há mais recursos para realizar diversos testes em sua experiência empreendedora.

2. Aproveite seu entusiasmo

Energia e entusiasmo são fatores fundamentais para desenvolver bons produtos e serviços em seu negócio. A vontade de conquistar seu espaço deve contribuir para o desenvolvimento de inovações e servir de combustível para que os projetos avancem.

Além disso, empreender no Brasil envolve diversos desafios. Por isso, esse entusiasmo é um elemento de grande importância na rotina de qualquer empresário. A mistura entre energia, motivação, conhecimento e foco deve contribuir para conquistar seus primeiros clientes e fazer com que o negócio decole.

3. Evite se precipitar

Ter entusiasmo na hora de empreender é importante, pois a vida de um empresário não é fácil e exige muito esforço e entrega. Porém, isso não é sinônimo de irresponsabilidade. É necessário ter um planejamento para levar os planos em frente e ter sucesso no longo prazo.

Para isso, faça as contas, analise os cenários e certifique-se de que esse é um desafio que você quer enfrentar. Com isso em mente, fica mais fácil conseguir bons resultados na jornada empreendedora.

Por meio de um bom planejamento você chega mais longe em sua caminhada e garante sustentabilidade para o seu negócio. Portanto, faça tudo com calma para conquistar seu espaço e fazer sua empresa crescer.

4. Evite o medo de errar

Durante sua jornada de empreendedor você vai enfrentar dificuldades e muitas vezes acaba falhando. Por isso, não tenha medo dos erros. Por meio deles você consegue aprender lições e melhora sua maneira de gerir a empresa e conquistar sucesso.

Além disso, conte com boas soluções para lhe auxiliar a gerenciar sua organização de forma eficiente. Elas podem reduzir a ocorrência de equívocos e garantir maior eficiência e lucratividade ao longo dos anos.

Também ouse para se diferenciar da concorrência. Quando perceber uma oportunidade de mercado, vá em frente sem medo e confie. No futuro, ou vai colher os frutos de sua coragem, ou os aprendizados que vêm com as dificuldades enfrentadas.

5. Faça um planejamento financeiro

O planejamento financeiro é importante em qualquer etapa de um negócio, mas, especialmente no começo, você precisa entender o quanto tem para investir. Esse aspecto da empresa merece atenção para que você não sofra no curto prazo, até que tudo comece a engrenar.

Na hora de abrir um negócio, por exemplo, você precisa indicar o capital inicial para dar o primeiro passo nas suas operações. No seu planejamento financeiro é importante incluir informações como:

  • valor da matéria-prima;
  • preço do aluguel e das contas de luz, água e internet;
  • custos burocráticos da empresa (como impostos); e
  • salário dos funcionários (se houver).

Além disso, é importante separar a conta da empresa da sua conta pessoal, para não confundir as receitas e nem faltar caixa no final do mês para arcar com as despesas do negócio.

Quando você começar a vender, anote as entradas e saídas da empresa, para ter um controle mês a mês e fazer balanços periódicos e avaliações sobre o que pode ser melhorado.

6. Pense em boas soluções

Se você quer empreender, já sabe qual solução vai entregar para os seus clientes? Antes de começar a investir em um negócio, é preciso definir o seu produto.

Para isso, é importante estudar o mercado e as possibilidades que ele oferece. Se você decidiu abrir uma padaria no seu bairro, por exemplo, é relevante entender a concorrência da região. Qual o diferencial dos concorrentes, o que eles não entregam, o que eles entregam, o que eles não estão fazendo e o que você poderia fazer?

Pense nessas questões para ter mais chances de se destacar na sua região. Nesse contexto, é interessante pensar no que você faz bem, no ponto forte do seu produto ou serviço e no que ele se diferencia de todos os outros concorrentes.

Além disso, é fundamental definir o público-alvo do seu produto. Faça uma lista de benefícios que a sua solução entrega para o cliente e converse com potenciais consumidores para entender o que eles procuram no tipo de produto que você vai vender.

7. Use bons canais

Sabendo o que você vai vender e para quem você vai vender, é fundamental decidir como fará isso. Nesse contexto, definir seus canais de vendas é um passo muito importante.

Esses canais podem ser tanto físicos — como, por exemplo, uma loja no bairro — quanto online, como redes sociais, e-commerce, marketplace ou site próprio. Por meio desses canais você vai fazer a comunicação com o seu cliente, além de atrair a atenção do público e aumentar a sua base de consumidores.

Os canais aumentam a visibilidade do seu negócio, além de permitirem fortalecer o relacionamento com o cliente, entender melhor os problemas e as necessidades do seu público e prestar um atendimento de melhor qualidade.

Esse serviço, aliás, é importante em qualquer momento da empresa, mas, no início, o atendimento é fundamental para reter os consumidores e fazer com que eles recomendem os seus serviços ou produtos para conhecidos.

Quais são os benefícios de adotar essas dicas?

Ao colocar em prática as dicas que apresentamos antes de começar a empreender, você consegue se preparar melhor para superar os desafios que surgem ao longo da jornada empreendedora. Assim, as chances de obter sucesso e construir um negócio que é referência em seu segmento são bem grandes.

Viu como é possível empreender em qualquer idade? Existem diversos relatos de empresários que começaram desde muito jovens até aqueles que viveram essa experiência apenas na terceira idade. O grande diferencial desses empreendedores não se refere ao momento da vida em que começaram, mas à sua força e disposição para inovar e desenvolver soluções para o seu público.

E aí, o que você achou deste post? Se você não quer perder nenhuma novidade sobre o universo do empreendedorismo, curta a página da Stone no Facebook. Sempre divulgamos novos conteúdos por lá!