Será que você está perdendo clientes por não fazer a análise de site corretamente? Se você acha que tem algo de errado, então não deixe de conferir este artigo.

Afinal de contas, essa análise corresponde a avaliar a performance das suas páginas online, de acordo com métricas como conversão e velocidade de carregamento. Ela é importante para melhorar a experiência do usuário no seu site e, consequentemente, para aumentar o engajamento dos visitantes e as suas vendas.

Mas você sabe como analisar o seu site para encontrar oportunidades de melhoria? Não se preocupe, porque elaboramos este artigo com 6 dicas para conseguir fazer a análise do site e, consequentemente, otimizar a performance do seu negócio online. Acompanhe a leitura!

O que é e para que serve a análise de site?

A análise de site nada mais é do que um processo de checagem cujo o objetivo é sondar a performance a fim de acompanhar o seu desenvolvimento identificando e corrigindo pontos de atenção que impactam o seu desempenho. Por meio desse monitoramento, a empresa consegue potencializar os resultados do site, já que aperfeiçoa as estratégias de atração e conversão.

Aliás, muitos gestores têm um pensamento equivocado em relação ao uso do site, pois acreditam que essa ferramenta só serve para expor as informações da empresa e, por isso, deixam para segundo plano. Ao fazer isso estão desperdiçando uma oportunidade de elevar as vendas e tornar a marca uma referência no segmento, já que o site se trata de uma poderosa ferramenta de marketing digital.

Afinal de contas, por meio do site sua empresa tem a chance de expandir sua marca de forma que você jamais imaginou. Para você ter uma ideia da dimensão que se pode alcançar, somente no Brasil mais de 134 milhões de pessoas utilizam a internet todos os dias.

Você consegue imaginar quantos potenciais clientes podem encontrar a sua marca? Além da possibilidade de atrair uma infinidade de potenciais clientes, o site tem a capacidade de converter os visitantes em leads, promover vendas diretas e tornar sua marca uma referência no segmento.

Contudo, para que sua empresa ganhe visibilidade e você consiga usufruir de todos os benefícios do site é crucial manter a otimização constante das páginas. Então, é nesse momento que a análise do site entra em ação, já que será por meio dela que você conseguirá perceber se as estratégias utilizadas estão garantindo os resultados esperados. Caso seja identificado pontos de atenção que afetam a usabilidade, o tráfego e as conversões fica mais fácil eliminar o problema e potencializar o desempenho do site.

Por que a análise de site é importante e precisa ser feita?

Como você viu no tópico anterior, o site quando bem utilizado, tem o poder de fazer sua marca conhecida e forte no mercado. Isso porque trata-se de uma ferramenta de marketing digital que proporciona uma série de benefícios que outras ferramentas não oferecem. Podemos citar como exemplo as seguintes.

Melhorar a experiência do usuário

Para garantir que o cliente tenha uma melhor experiência, a análise do site verifica pontos melhoria de layout e usabilidade. Isso porque são falhas que atrapalham a experiência do cliente. Para ter certeza que esses pontos prejudicam a performance do site, basta parar para pensar se você insistiria em um site que demora para carregar e que apresenta dificuldade para encontrar uma informação.

Diante de tantas outras opções disponíveis na internet, certamente, você abonaria esse site e tentaria resolver a sua demanda na concorrência. Sendo assim, da mesma forma que você não insistiria, outros usuários também não. Daí a importância de identificar essas falhas por meio da análise do site e corrigir o quanto antes.

Com um site operando em sua máxima performance você garante uma experiência positiva ao usuário, conquista sua satisfação e ainda aumenta as chances de convertê-lo em cliente.

Gerar mais conversões

Quando o usuário tem sua expectativa atingida no momento que navega pelo seu site, você conquista sua confiança. Logo, ele retornará sempre que precisar solucionar alguma demanda. Essa credibilidade pode facilmente converter esse usuário em um cliente, visto que ele já se sente confortável com a sua marca.

Vale ressaltar que a análise do site não só auxilia na correção de falhas na funcionalidade do site, mas direciona uma atenção especial ao layout e o copywriting. Isso porque faz parte do seu objetivo aumentar a taxa de conversão por meio das estratégias de persuasão inseridas no site.

Ganhar posições no Google

Está nos primeiros lugares do buscador deve ser um dos principais objetivos da sua empresa. Isso porque essa posição significa que sua marca terá uma quantidade maior de visualizações e cliques, pois a maioria dos usuários do Google dificilmente passam da primeira página.

Portanto, vale a pena investir na análise de site para corrigir falhas que atrapalham a rastreabilidade e o rankeamento no Google. Nesse caso, as estratégias de SEO também são analisadas, pois o objetivo é melhorar a otimização e garantir as primeiras posições no buscador.

Como fazer uma análise de site em 6 passos?

Como você já deve ter percebido, a análise do site é essencial para a divulgação do seu negócio. Então, para você compreender melhor como funciona a análise do site na prática, listamos os principais os principais pontos que são levados em consideração. Veja só!

1. Responsividade

Quando falamos em um site responsivo, estamos nos referindo a um site que se adeque aos diferentes dispositivos usados pelo cliente, como notebook, smartphone e tablet.

De acordo com um estudo realizado pela Juniper Research, a tendência é de que os pagamentos por smartphones movimentem US$ 3,1 trilhões até 2025.

Com as compras mobile aumentando constantemente, é importante que o cliente consiga visualizar suas páginas e comprar no seu site por meio de um smartphone.

2. Velocidade de carregamento

Um dos principais motivos que faz com que os clientes abandonem seu site é a demora no carregamento. O tempo ideal para esse processo é de 2-3 segundos, de acordo com a Google.

Aliás, 1 a cada 4 visitantes desistem de navegar no seu site se o tempo de carregamento é superior a 4 segundos. Então, foque em melhorar a performance das páginas para não perder clientes. Uma dica aqui é utilizar ferramentas de análise da velocidade, como o PageSpeed da Google.

3. Chamadas para ação

Quando o cliente entra no seu site, está claro o que ele precisa fazer e qual o próximo passo deve tomar? As chamadas para ação são muito importantes para garantir a conversão.

Botões como “Fale com um consultor” ou “Compre agora” são fundamentais para guiar o consumidor dentro das suas páginas na web. Mas os próprios textos do site também precisam ser claros e objetivos, sem ambiguidades, para não confundir os visitantes.

É preciso entregar mensagens diretas para que o cliente entenda facilmente qual caminho ele deve percorrer no seu site.

Uma dica para analisar esse ponto é mostrar sua loja online para alguém que represente seu cliente e fazer essa pessoa navegar pelas páginas. Então, vale conversar com essa pessoa para entender se suas chamadas para ação estão claras para o público.

4. Organização e estrutura

O seu site tem muitos pop-ups, propagandas e anúncios que poluem demais as páginas? Isso pode prejudicar a experiência do usuário e deve ser um dos focos na hora de analisar o site.

É claro que você não precisa tirar todos os pop-ups, mas é preciso avaliar quais são realmente necessários e quais apenas deixam o visitante irritado.

Além disso, a estrutura do seu site precisa ser clara para que o seu cliente não se perca entre as páginas. Aqui, vale a dica anterior: preze pela clareza e pela objetividade.

Se o visitante é bombardeado por muitas informações de uma vez, pode ficar confuso e não ter certeza se a sua empresa pode resolver realmente o problema que ele tem.

5. Canais de contato

O cliente consegue entrar facilmente em contato com a sua empresa por meio do seu site? Esse deve ser um ponto de atenção na hora de analisar suas páginas na internet.

Uma opção é integrar um chatbot ao seu site para tornar o atendimento mais rápido e fluido. Assim, os visitantes conseguem tirar as dúvidas no momento em que elas aparecem.

Além disso, deixe claro quais são as formas de contato com o seu negócio, como WhatsApp, telefone, e-mail ou redes sociais. Assim, ao clicar no ícone do canal escolhido, o cliente é direcionado a esse meio de contato e pode falar com a sua empresa.

6. Conversão

Se você tem um campo para o cliente se inscrever na sua newsletter ou trabalha com e-commerce, sabe como a métrica de conversão do site é importante. Ela é fundamental na hora de analisar o seu site e criar as próximas metas de conversão.

Nesse sentido, além de avaliar o seu site tendo essa perspectiva, é preciso testar constantemente diferentes estratégias para entender como elas impactam na conversão do site.

Se o seu objetivo é, por exemplo, aumentar o número de inscritos na newsletter, vale testar diferentes mensagens chamando para a inscrição, mudar as cores da chamada e até o lugar da caixinha para o visitante inserir o e-mail.

Com isso, você vai entendendo o que funciona e o que não funciona com o seu público, diminuindo cada vez mais as chances de erro. E Aí, já vai começar a análise do seu site? A gente espera que esse post tenha ajudado você nesse processo!

Para ficar por dentro de todas as nossas novidades, basta nos seguir no Instagram.