Você conhece o conceito de Branded Content? Se você administra um pequeno negócio, provavelmente sabe que nem sempre dá para alocar muitos recursos de uma vez em todas as frentes, como o marketing, as vendas e o atendimento. Por isso, é preciso encontrar saídas criativas para fazer a empresa crescer de maneira orgânica e consistente, certo?

No entanto, o fato é que há algumas estratégias que custam pouco e que podem ser bastante eficientes para atrair clientes e chamar atenção para a sua marca. Uma delas é exatamente o Branded Content!

Pensando em auxiliá-lo nessa empreitada, elaboramos este post a fim de ajudar você a entender melhor essa ideia, qual é a sua importância para o negócio e como implementá-lo na prática. Quer conferir tudo isso? Então, continue a leitura!

O que é Branded Content?

O Branded Content corresponde ao conteúdo produzido por uma marca. Isso envolve desde peças publicitárias até e-books, artigos de blog e posts nas redes sociais. Esses materiais, portanto, passam uma determinada impressão dessa empresa para o cliente. Assim, trata-se de uma estratégia que pode ser adotada tanto por grandes organizações — que conseguem investir muito dinheiro em campanhas de publicidade —, quanto por pequenos negócios — que podem e devem adotá-la, embora, nesse caso, sem gastar muito.

Em suma, pode-se dizer que o Branded Content é, basicamente, todo conteúdo produzido por uma companhia. Então, qualquer material que o seu empreendimento criar entrará nessa estratégia.

Nesse contexto, mais alguns exemplos que se encaixam dentro do conceito são vídeos, anúncios, podcasts, newsletters, e-mail marketing, peças de comunicação interna e por aí vai, o que é válido, inclusive, para os empreendedores que trabalham sempre com um orçamento mais restrito, como mencionado. Afinal, o Branded Content não precisa ser caro.

É claro que, naturalmente, aquelas organizações com maiores possibilidades financeiras conseguem investir grandes amontoados de dinheiro em campanhas de publicidade, mas a verdade é que isso não é necessário para o seu pequeno negócio ser bem-sucedido nesse sentido. Aliás, se bem executado, o Branded Content auxilia, inclusive, no crescimento da sua empresa, atraindo clientes e engajando os consumidores com a sua marca.

Quer saber mais sobre a importância dessa estratégia e como ela se difere do marketing de conteúdo? Então, não perca os próximos tópicos!

Qual é a importância do Branded Content para o pequeno negócio?

Para as PMEs, o Branded Content é importante para chamar a atenção para a marca, atrair clientes e consolidar um público. Por isso, os pequenos empreendimentos devem focar na produção de conteúdos de qualidade, que agreguem valor e tragam aprendizados para as pessoas. Assim, a credibilidade da empresa crescerá, bem como a sua popularidade e a sua reputação.

Ou seja, pode-se afirmar que o Branded Content é uma excelente estratégia para o pequeno negócio ficar conhecido e conquistar uma base de clientes fiéis. Isso porque, especialmente hoje em dia, grande parte das pessoas consome conteúdos online e que não demandam processos complexos para serem elaborados.

Produzir materiais ricos, como e-books, é uma ótima forma de atrair clientes em potencial para a sua organização. Nesse caso, você pode pedir o e-mail do consumidor em troca do conteúdo e, assim, já terá um meio de contato com ele. Então, posteriormente, você pode enviar e-mails ou mandar uma mensagem avisando a esse cliente sobre as suas promoções.

O melhor, inclusive, é que esse processo é escalável. Ou seja, você consegue alcançar um grande número de pessoas de uma vez apenas com um conteúdo. Havendo uma regularidade na produção dos materiais da marca e agregando valor para o público com eles, a ideia é de que a sua audiência cresça exponencialmente ao longo do tempo.

Por sua vez, atingindo cada vez mais pessoas com um conteúdo de qualidade, você aumenta muito as suas chances de vendas, contribuindo para a expansão do seu negócio. Além disso, os clientes passam a conhecer e a confiar na sua marca.

Qual é a diferença entre Branded Content e marketing de conteúdo?

Ao chegar até este ponto do post, é possível que alguma confusão esteja pairando sobre a sua mente. "Afinal, o Branded Content seria um sinônimo de marketing de conteúdo ou, pelo menos, uma espécie de subcategoria dele?" — provavelmente você está se perguntando.

Bem, inicialmente, é válido dizer que essa confusão entre os conceitos é perfeitamente natural, pois, de fato, em muitos casos, a distinção entre ambos não recebe a devida ênfase. No entanto, a resposta objetiva é: não. Branded Content e marketing de conteúdo não são sinônimos e nem mesmo o primeiro é uma "subcategoria" do segundo. Na realidade, ainda que os dois utilizem a mesma ferramenta principal, o "modus operandi" é diferente.

No caso do Branded Content, toda a atenção está direcionada à divulgação da marca e ao seu posicionamento. No marketing de conteúdo, por outro lado, trabalhar essas questões até pode ser um dos focos, mas não é algo exclusivo, único. Isso porque também é viável elaborar estratégias de marketing de conteúdo para outros fins, como:

  • aumentar o engajamento do público-alvo;
  • coletar mais informações acerca do nicho de atuação por meio de feedbacks;
  • desenvolver novas hipóteses e ideias, testando-as;
  • tornar solidificada a autoridade da companhia em um determinado campo;
  • educar os clientes a respeito de um produto e/ou serviço;
  • contornar as objeções mercadológicas contra as suas ofertas;
  • gerar leads novos;
  • atrair parceiros estratégicos etc.

Além disso, outro aspecto que vale a pena destacar é que o Branded Content, diferentemente do marketing de conteúdo, trabalha com um modelo de campanhas que é bastante similar àquele empregado no universo convencional da publicidade. Afinal, os seus conteúdos são criados no intuito de fazerem sentido dentro de um contexto temporário e específico.

Já o marketing de conteúdo segue o caminho oposto, pois só funciona quando é trabalhado de modo regular, contínuo e consistente. Ademais, tudo aquilo que é produzido objetiva não somente resultados imediatos, mas também de longo prazo.

Por fim, nós podemos dizer que ambas as estratégias são complementares. Ou seja, o seu negócio pode fazer uso das duas e, dessa maneira, alcançar resultados ainda melhores em vendas.

No entanto, na prática, o que o pequeno negócio pode fazer para gerar conteúdos com poucos recursos? Na próxima tópico, separamos algumas ideias para você. Confira!

Quais são as dicas para implementar o Branded Content no seu negócio?

A seguir, descubra como você pode adotar o Branded Content na sua empresa de forma simples e econômica!

1. Gere conexão

É possível dizer que um dos pontos de partida — senão o principal — é descobrir onde estão os seus clientes em potencial e, a partir disso, começar a explorar os mais diversos canais, buscando sempre falar a linguagem deles. Para atingir esse propósito, é imperativo que você crie materiais que atraiam a sua persona.

Reflita acerca do seguinte: uma conexão genuinamente profunda somente é formada quando há afinidade e identificação, certo? Então, compreenda que o mesmo é aplicável aos seus clientes, de modo que apenas haverá conexão entre vocês se houver laços próximos. Nesse sentido, a ideia não é tentar "abraçar o mundo", mas o oposto: elaborar materiais para aqueles que realmente têm o potencial de se tornarem consumidores da sua marca futuramente.

2. Conheça o seu público

De forma complementar ao tópico anterior, conhecer o seu público é fundamental para definir qual é o tipo de conteúdo que deverá ser produzido. Para aperfeiçoar ainda mais esse aspecto, encontre um tom de voz para se comunicar, escolhendo usar uma linguagem mais formal ou informal, por exemplo.

Nesse contexto, é recomendável apostar nas redes sociais para produzir conteúdos em diferentes formatos, como posts em imagem, textos e até mesmo vídeos. Um blog também pode ser uma boa opção para atrair o público com artigos que tragam aprendizados valiosos para os clientes. Nesse caso, é interessante cogitar a utilização de um calendário editorial para guiar a sua estratégia de Branded Content e, é claro, focar aquilo que você tem de único para oferecer às pessoas!

Avançando um pouco mais, para criar uma estratégia mais bem-feita de conteúdo, em primeiro lugar, você precisa saber para quem está produzindo. Mesmo que o seu negócio esteja ainda no começo e você não tenha muita certeza de quem compõe efetivamente esse público, faz-se necessário traçar alguns limites. Boas perguntas podem ser:

  • Qual é a faixa etária das pessoas que você atinge ou quer atingir?
  • Essas pessoas têm alguma profissão específica?
  • Quais são os hábitos e os interesses que elas têm?
  • Quais são os principais desafios que elas enfrentam e que o seu conteúdo ajuda a resolver?

Esses questionamentos ajudam a definir o seu público. A partir disso, você consegue pensar em materiais que vão, de fato, fazer a diferença na vida dessas pessoas.

3. Crie um tom de voz da marca

Criar um tom de voz é definir alguns critérios para a comunicação com o seu público. A linguagem usada nos materiais deve ser mais formal ou informal? O uso de emojis e de gírias é permitido? Pense em algumas diretrizes para definir como falar com os consumidores. A linguagem empregada por você deve fazer parte da realidade dessas pessoas.

Você pode, inclusive, criar um pequeno manual da marca apontando esses direcionamentos para auxiliar a sua equipe de marketing. Não precisa ser nada muito elaborado, pois, com o tempo, você vai refinando esse aspecto.

4. Use as redes sociais

As redes sociais são uma das formas mais econômicas e eficientes para realizar o Branded Content. Se você ainda não tem um perfil no Facebook ou no Instagram, por exemplo, que tal aproveitar esse momento para criá-los?

As redes sociais permitem a produção de diferentes formatos de conteúdos que não precisam de uma grande produção, como os Stories do Instagram. Além disso, elas deixam você mais perto do seu público, refinando ainda mais a comunicação e os conteúdos de acordo com a expectativa que ele tem.

5. Faça um blog

Já pensou em criar um blog? Não se preocupe, você não precisa começar escrevendo vários posts por semana. Comece com um. Se puder, contrate um profissional para ficar responsável pelo conteúdo produzido pela sua marca.

Materiais ricos, como e-books e infográficos, também são uma boa pedida. Depois, foque na distribuição dessas produções. Faça isso por meio de e-mails avisando aos clientes acerca dos materiais, postando-os nas redes e até criando anúncios para aqueles conteúdos de maior qualidade.

6. Monte um calendário editorial

Embora já tenhamos mencionado essa prática brevemente, vale o reforço, pois essa dica entra na etapa de planejamento do conteúdo. O calendário editorial o ajuda a montar uma estratégia mais consolidada de Branded Content, mas não precisa ser algo complexo. Aja de acordo com o possível, mesmo que isso signifique agendar apenas alguns posts poucas vezes por semana no Instagram, por exemplo.

7. Foque o seu diferencial

Para atrair mais clientes com o seu conteúdo, busque oferecer materiais que só a sua experiência é capaz de comunicar. Pense: o que só você pode falar para o seu público? Que tipo de aprendizado você nunca viu no seu setor e tem vontade de passar para as pessoas? Use a criatividade para ajudar na escolha dos formatos mais adequados a cada tema.

Como visto, o Branded Content, muitas vezes confundido com o marketing de conteúdo, tem características muito específicas. Assim, quando bem-feito, pode gerar um sem-número de benefícios, independentemente do porte do seu negócio e do montante de recursos de que você dispõe para investir na estratégia. Portanto, após conferir as dicas chave que elencamos, comece já a colocá-las em ação e veja os seus resultados serem positivamente impactados.

E então? O conteúdo foi útil? Pois aproveite para entrar em contato conosco e descobrir como as nossas soluções também podem dar um "upgrade" no seu empreendimento!