O dark post é uma ótima iniciativa para adotar na sua estratégia de marketing. Alguma vez você já ouviu falar nele? Esse tipo de publicação é bastante eficiente para os pequenos negócios, uma vez que economiza recursos e permite testar diferentes opções de anúncios, sem cansar sua audiência.

Neste post, você vai poder conferir o que é o dark post, por que você deveria investir nessa iniciativa, além de receber dicas de como implementar essa estratégia de forma mais assertiva no seu negócio. Vem ler!

O que é dark post?

O dark post é uma publicação no estilo de um anúncio, que aparece somente para algumas pessoas que correspondem ao público selecionado para a campanha em questão. Isso significa que essa publicação não aparece nem fica registrada no seu feed, atingindo seu público de forma segmentada sem atrapalhar seus posts orgânicos e, portanto, o visual da sua página.

É possível publicar um dark post tanto no Facebook, como no Instagram, selecionando a opção de utilizar a publicação apenas em anúncios, no gerenciador da sua página do Facebook. Se você possuir ambas as redes sociais, é interessante adequar o anúncio para cada uma delas, pois comumente há diferenças em relação ao público, necessitando desse aperfeiçoamento para gerar o impacto desejado.

Além de segmentar o seu público, você deve escolher o objetivo do seu dark post (como divulgação ou venda, por exemplo) para ter resultados alinhados a suas metas com esses anúncios.

Mas por que os pequenos negócios devem aproveitar essa ferramenta para expandir a sua presença digital, atrair mais clientes e aumentar as suas vendas? Como essa estratégia funciona de fato? Confira a seguir!

Por que você deveria adotar o dark post na sua estratégia de marketing?

Com o dark post, você consegue atingir um público mais específico, economizando recursos com pessoas que talvez não tivessem interesse no seu conteúdo. E cá entre nós, receber anúncios aleatórios, que não agregam nem são do nosso interesse, é péssimo.

Com esse recurso, é possível personalizar suas ofertas para audiências determinadas, aumentando as suas chances de vendas, mesmo, teoricamente, com o alcance reduzido.

Atualmente, muitas páginas utilizam posts patrocinados sem segmentação, com o objetivo de alcançar o maior número de pessoas, já que comumente possuímos audiência diversa nas redes. Isso realmente acontece, porém sem personalização, não gera a conversão desejada, pois não considera os interesses específicos das pessoas que verão o anúncio.

Já com o dark post, você direciona esse anúncio para pessoas com mais chances de serem convertidas, aumentando a probabilidade de vendas, evitando desperdício e a audiência chateada com propagandas aleatórias.

Por exemplo, se você foca em dois nichos diferentes para vender seus produtos online, como imobiliárias e contabilidade, é possível criar um dark post para cada um desses segmentos. Assim, apenas quem é do setor de imobiliárias verá o post correspondente, e quem é do segmento de contabilidade verá a publicação personalizada para esse público.

Além da segmentação, com o dark post, há a possibilidade de realizar testes A/B, ou splitting tests. São maneiras de testar dois formatos para o mesmo anúncio e verificar qual deles gera mais interação e agrada mais a sua audiência segmentada. Essa é uma ótima forma de ter indicadores para aprimorar seu conteúdo.

Realizar esses anúncios de forma segmentada também auxilia na manutenção do feed mais limpo, o que gera uma boa experiência para sua audiência. Afinal, ninguém gosta de ver sua linha do tempo tomada de anúncios da mesma marca, ainda por cima, de forma aleatória. Dessa forma, seus posts orgânicos permanecem em evidência, causando um impacto visual positivo para seu público.

Quais são as dicas para fazer um dark post de sucesso?

Confira agora 5 estratégias para aumentar suas conversões com o dark post!

1. Segmente o seu público

Como vimos, uma das vantagens do dark post é a possibilidade de segmentar os públicos que verão a publicação. Então, aproveite esse benefício para criar posts personalizados de acordo com a sua audiência, em relação à idade, localização geográfica ou aos interesses.

Se você ainda não tem muita certeza sobre em qual público focar, vale fazer uma pesquisa prévia com seus clientes e seguidores para descobrir os nichos que mais lhe acompanham.

Você pode fazer isso por meio de enquetes nos stories, o que é uma ótima forma de entender sua audiência e, também, aumentar a interação com seus seguidores, agradando o algoritmo. Também há a possibilidade de levantar esses dados pelo Google Forms e outras plataformas de pesquisa.

É possível segmentar os públicos por idade, região, setor e interesses, por exemplo. Então, quanto mais informações você tiver sobre as pessoas que o acompanham e o público que quer alcançar, mais chances de obter bons resultados com os seus posts.

Pensando nessa possibilidade de segmentação, se você tem um negócio físico ou vai fazer um evento presencial, segmentar o anúncio por localidade evita que você desperdice dinheiro e contribui para um ROI (Retorno sobre o Investimento) mais alto, já que quem não é da região não se interessaria pela sua oferta.

2. Alinhe o conteúdo

O conteúdo das suas publicações deve estar alinhado ao público escolhido. Como se trata de um post que não fica disponível no seu feed para ser acessado a qualquer hora, você deve caprichar no conteúdo, alinhando imagem, linguagem e texto.

Ele deve ser atrativo, despertar a curiosidade e estimular a sua audiência a realizar alguma ação, como seguir o seu perfil ou acessar uma página de vendas.

Crie um design criativo (você pode utilizar o Canva.com para isso) e pense num texto informativo, fácil de ler e que agregue ao leitor.

Uma boa técnica para aplicar aos seus textos é a AIDA (em que você deve chamar a Atenção, manter o Interesse, despertar o Desejo na sua oferta e criar uma chamada para a Ação).

O texto do anúncio pode ser determinante para as pessoas realizarem a ação que você quer. Então, fique atento a esse ponto para tornar o dark post uma estratégia realmente robusta, com conteúdo de qualidade, explorando todo o potencial que esse recurso pode representar.

3. Defina um orçamento inicial

Como em qualquer estratégia de marketing e conteúdo, você precisa de um planejamento. E isso envolve definir também o orçamento a ser investido na criação e na publicação do dark post.

Considere o quanto você pode aplicar nessa iniciativa e qual o retorno que espera que ela traga para o seu negócio. Trabalhar com metas é importante para medir o progresso e a eficiência das suas estratégias.

No início, você pode testar possibilidades, começando com um investimento baixo e avaliando seus resultados, como comentários, curtidas e taxa de conversão, por exemplo. Até porque, no começo, você também estará entendendo melhor a sua segmentação, então é recomendado que não seja definido um orçamento muito elevado, até você obter mais respostas.

Com o tempo, você entende melhor esses resultados, o que pode esperar dos posts, conseguindo, dessa forma, traçar objetivos mais realistas, ambiciosos e assertivos.

Além disso, quando suas publicações começarem a trazer bons retornos financeiros, com o aumento das vendas, você também terá mais recursos para continuar investindo nessa e em outras estratégias.

4. Estabeleça um prazo

Assim como é importante definir um orçamento para o seu dark post, é fundamental estabelecer um prazo para as suas publicações ficarem rodando e aparecendo para o seu público.

Afinal, quanto mais tempo elas estiverem no ar, mais investimento precisa ser feito. Então, na hora de definir o investimento, é preciso considerar também o tempo em que o dark post vai funcionar.

Se você nunca adotou essa estratégia antes, pode começar rodando as publicações por um prazo menor, e aumentar conforme for ganhando mais segurança nessa iniciativa, e entendendo melhor as reações e a taxa de conversão da sua audiência.

5. Controle as métricas

Uma das vantagens do dark post é a possibilidade de fazer testes A/B (ou seja, testar duas possibilidades para um mesmo anúncio) para entender qual modelo é mais bem recebido pela sua audiência.

Por exemplo, você anunciará a venda de uma peça de roupa e poderá testar um post com uma modelo padrão, retirada do catálogo, e outro post com uma modelo real, como uma cliente ou alguma funcionária da loja. A partir disso, avalia o tipo de post que impactou mais a sua audiência de forma específica.

Isso deve considerar o número de interações, como curtidas e comentários, mensurando, assim, qual das opções gerou mais taxa de conversão ou trouxe mais vendas para o seu negócio. Agradar sua persona, usar linguagem adequada (verbal e não verbal) e solucionar seus problemas é a receita certa para gerar conversões e impulsionar seu negócio!

Com esses testes, é possível documentar seus aprendizados com essa estratégia, gerar indicadores e refinar cada vez mais os seus posts com o objetivo de aumentar as conversões.

Dessa forma, você aperfeiçoa seu conteúdo de forma personalizada, fortalece sua marca e consegue predizer melhor os resultados das estratégias futuras, uma vez que você pode repetir um padrão de post que teve mais popularidade com seu público.

Vimos aqui que utilizar o dark post apresenta diversas vantagens, se bem utilizado, como manutenção de um feed limpo, possibilidade de realizar testes de conteúdo e segmentação adequada de público. Por isso, é uma excelente estratégia para potencializar suas vendas e sua presença nas redes sociais.

Gostaria de melhorar ainda mais a performance dos seus anúncios para atrair mais clientes? Então, confira este post sobre o assunto: 5 dicas de especialista para criar anúncios de sucesso.