Você sabe qual é a importância do ócio criativo? Aproveitá-lo ajuda a tornar a sua rotina de trabalho mais produtiva e pode, inclusive, estimular grandes ideias em momentos de relaxamento e de lazer.

De acordo com um estudo realizado pela Workfront, apenas 39% do tempo dedicado ao trabalho é realmente produtivo. Por isso, é importante garantir a melhor performance possível para você não perder horas preciosas ou se sobrecarregar.

Pensando nisso, no post de hoje, nós vamos trazer algumas dicas sobre como utilizar o ócio criativo a seu favor e ter ótimas ideias para o seu negócio durante esse momento. Continue a leitura e fique por dentro!

Principais aprendizados do artigo:

A nossa primeira dica de hoje é criar — e manter, é claro — um equilíbrio entre o lazer e o trabalho. O princípio do ócio criativo para o empreendedor é exatamente equilibrar os momentos de relaxamento com os momentos focados no seu negócio. Assim, o seu cérebro fica preparado para produzir melhor durante o dia.

Já o segundo ponto que abordaremos está relacionado com o planejamento de intervalos. É importante estabelecer pausas estratégicas para a prática de atividades relaxantes. Tirar um tempo para se dedicar a esses momentos é essencial para não se preocupar com mais nada durante a pausa estabelecida.

Além disso, outra questão fundamental e que precisa ser destacada é a necessidade de não se postergar as atividades. Afinal, o ócio criativo é bem diferente de procrastinação. Por isso, a ideia não é simplesmente deixar as tarefas que devem ser feitas para depois, mas, na verdade, incluir pequenos intervalos durante a rotina de trabalho para, inclusive, desempenhar as atividades da melhor maneira possível.

Isso nos leva a outro ponto igualmente relevante, que é analisar a sua agenda para definir quais são os melhores horários para incluir as pausas. É importante não sobrecarregar o seu dia a ponto de não sobrarem horários para o ócio criativo.

Ademais, é interessante escolher bem as atividades de lazer. O ideal, inclusive, é selecionar as mais tranquilas e que tragam mais bem-estar. Algumas opções são a meditação, uma pausa para assistir a uma série, a ingestão de um doce ou um bate-papo descontraído com pessoas queridas.

A propósito, é válido enfatizar também que, mesmo ao longo dos períodos de pausa, não se deve perder os insights que aparecerem durante o ócio criativo. Para isso, tenha um bloco de notas (digital ou físico) sempre à mão e anote tudo o que vier à mente.

Por fim, lembre-se de quão indispensável é conhecer o seu corpo e a sua mente. Nesse caso, o objetivo é saber identificar os sinais de cansaço para aproveitar esses momentos e incluir as pausas na rotina.

"Mas, afinal, como efetivamente colocar tudo isso em prática?" — talvez você esteja se questionando a essa altura. Não se preocupe, pois, neste post, vamos ajudá-lo com uma espécie de passo a passo.

O que se pode entender por ócio criativo e qual é a sua importância?

Inicialmente, é fundamental compreender o que é, de fato, o ócio criativo. Essa expressão foi criada por Domenico de Masi, um sociólogo italiano que tinha a intenção de explicar de que forma o tempo livre — ou, na verdade, um equilíbrio razoável e justo entre o estudo, o trabalho e o descanso — impactava positivamente a capacidade criativa.

Ele defendia, inclusive, que a satisfação e a alegria tinham o potencial de elevar as habilidades inventivas e adaptativas, o que, por sua vez, contribuía para uma melhor performance. Desse modo, embora seja até bastante comum que haja uma equivocada associação do ócio com a preguiça, trata-se, na realidade, de uma maneira de retomar o fôlego, esvaziando a mente, revigorando o cérebro e renovando as energias.

Como colocar em prática esse conceito no dia a dia?

A partir do entendimento das razões que levaram à criação da ideia de "ócio criativo" e da compreensão do seu significado, torna-se mais fácil descobrir como é possível colocá-lo em prática. De acordo com o próprio Domenico — do qual falamos acima —, o ser humano geralmente passa mais tempo "não fazendo nada" do que efetivamente sendo produtivo profissionalmente falando.

Por isso, é essencial saber aproveitar esse tempo de modo prazeroso. Afinal, de nada adianta "forçar" o seu cérebro a executar uma atividade quando já se está em um estado de saturação. Pelo contrário: quando nós estamos mais felizes e nos sentimos mentalmente mais estimulados, de forma inesperada, chegam as melhores ideias. Além disso, nós também nos tornamos mais produtivos, determinados e proativos.

Nesse sentido, a seguir, elencamos as melhores dicas para que você possa efetivamente usufruir dos benefícios diversos que o ócio criativo — quando bem aproveitado — proporciona. Vamos lá!

Crie um equilíbrio ideal entre o lazer e o trabalho

Como nós dissemos, o princípio do ócio criativo é o equilíbrio entre a vida pessoal e a profissional. Mais especificamente, na verdade, entre os momentos de lazer e os momentos de trabalho, nos quais você está ativamente produzindo. Então, é importante que você reserve um tempo para relaxar e para descansar a mente e não se preocupar com as questões do seu negócio.

Isso, inclusive, prepara o seu cérebro para produzir melhor durante o período de trabalho, elevando a sua performance.

Planeje os seus intervalos

Um excelente modo de aproveitar bem o ócio criativo é inserindo pequenos intervalos estratégicos durante o seu dia de trabalho. Durante esse tempo, realmente pare e não estimule demais a mente com as redes sociais ou outras atividades semelhantes.

O ideal é incluir na sua rotina práticas mais tranquilas e que tragam felicidade em vez de ansiedade, como acontece muitas vezes no caso do acesso demasiado às mídias.

É importante também planejar o seu momento de descanso para não se sentir culpado ou perder o foco. Definindo os horários de pausa, você saberá que naquele momento não há mais nada a fazer a não ser repousar e renovar as energias.

Não postergue as atividades

Como mencionado, o ócio criativo não é, de forma alguma, sinônimo de procrastinação. Essa última, a bem da verdade, envolve deixar tarefas importantes para depois, muitas vezes, até mesmo criando uma atmosfera de angústia e de ansiedade em torno do trabalho.

Já o ócio criativo não se propõe a "empurrar" as atividades para mais tarde. Pelo contrário, a ideia é ter intervalos que o tornem mais produtivo para realizar essas mesmas tarefas, mas da melhor forma e com a mente mais descansada. Ou seja, é bem diferente do que acontece quando procrastinamos as nossas obrigações.

Analise a sua agenda

Para definir as suas pausas no seu dia a dia, é muito importante analisar quais são os melhores momentos para fazer isso e aproveitar bem esses intervalos. Além disso, é importante não sobrecarregar o seu cotidiano com diversas tarefas e tirar o tempo das atividades de lazer.

Para ajudá-lo nesse sentido, nós temos um artigo que trata acerca de como gerir o seu tempo da melhor forma. Veja aqui: "5 dicas de gestão de tempo para empreendedores".

Escolha bem as atividades de lazer

O que realmente traz mais bem-estar ao seu dia? Para aproveitar o ócio criativo, você deve escolher atividades de lazer que ofereçam uma sensação de alegria e de tranquilidade. No entanto, é claro que isso não significa, por exemplo, jogar videogame durante cinco horas seguidas.

É preciso pensar em práticas que se encaixem no intervalo planejado e que sejam finalizadas no tempo que foi previamente estabelecido. Algumas possibilidades nesse sentido são:

  • a meditação;
  • o alongamento;
  • a leitura;
  • uma pausa para tomar um café;
  • uma pausa para comer um docinho;
  • um bate-papo despretensioso com alguém querido;
  • uma pausa para assistir ao episódio de uma série;
  • uma massagem relaxante;
  • um cochilo curto.

Não perca os insights que surgirem

Por mais que o ócio criativo traga relaxamento, ele é um momento em que você pode ter grandes ideias para a sua empresa. Exatamente por isso, é preciso anotá-las antes de elas sumirem da sua mente, então, tenha sempre um bloco de notas (físico ou digital) para registrar as ideias assim que elas aparecerem.

Com o tempo, você vai refinando esse processo e ele se torna ainda mais orgânico dentro da sua rotina. Lembre-se apenas de que é fundamental não contar somente com a sua memória quando você tiver os insights, porque não se lembrar deles depois será muito frustrante e provavelmente fará com que você perca uma boa oportunidade para o seu negócio.

Conheça o seu corpo e a sua mente

Uma maneira de aproveitar melhor o ócio criativo é saber os momentos em que ele é mais necessário. Por isso, é interessante entender os sinais de cansaço dados pelo seu próprio corpo e pela sua mente.

Assim, ao planejar os intervalos na rotina de trabalho, você terá uma ideia de quais são os melhores horários para as pausas. O ideal é que os momentos de ócio sejam restauradores e o preparem para realizar um trabalho que seja mais produtivo e mais gratificante.

Entendeu o quão importante o ócio criativo pode ser, se bem aproveitado no dia a dia, para melhorar o seu desempenho no trabalho? Então, a partir de hoje, permita-se descansar e renovar as suas energias, esvaziando a sua mente por completo. Isso o fará retomar as obrigações com um pique maior e bem mais motivado e estimulado.

E aí, o que você achou dessas dicas? Este post foi útil? Então, aproveite para acompanhar as próximas publicações do nosso blog no seu feed curtindo a nossa página no Facebook!