No momento de crise atual, os pequenos estão buscando alternativas para economizar recursos e não desperdiçar dinheiro. Mas como saber o que pode ser cortado sem prejudicar suas operações?

Para ajudar você a responder essa questão, trouxemos algumas dicas no post de hoje. Você vai saber o que deve ser avaliado na hora de definir os cortes de gastos do seu negócio. Quer ver mais? Então, vem ler!

Três principais aprendizados de hoje

  1. A primeira dica de hoje é fazer uma análise financeira. Realize uma avaliação completa das finanças e contas mensais em todas as áreas da empresa, para garantir que você não está pagando por um serviço que não utiliza mais. A segunda dica é avaliar os seus produtos. A ideia aqui é analisar o custo benefício de cada item produzido pelo seu negócio para entender quais produtos manter no catálogo e quais tirar. A terceira dica de hoje é rever os seus sistemas tecnológicos. Talvez você esteja gastando com softwares que estão parados. Então, é preciso avaliar os sistemas de gestão que você adota para encontrar possibilidades de cortar gastos. Ao mesmo tempo, esses softwares podem ajudar na gestão da empresa e no aumento da produtividade. Por isso, essa análise é tão importante.  
  2. A quarta dica de hoje é negociar com os seus fornecedores. Faça um controle completo de quanto você gasta com eles e de qual o frete pago pelo seu negócio. Com isso, você tem uma visão clara sobre os seus gastos e pode encontrar oportunidades para fazer a negociação. A nossa quinta dica é apostar nas redes sociais. Aqui, você pode produzir conteúdo gratuito e crescer de maneira orgânica, sem altos gastos com anúncios, por exemplo.
  3. A sexta dica de hoje é refinar o seu público-alvo. Sabendo exatamente o perfil do seu cliente, você consegue criar estratégias e ofertas que realmente tenham a ver com as necessidades dele e não perde dinheiro em ações que não trazem retorno. A sétima e última dica de hoje é conversar com o seu banco. Se você tem dívidas com alguma instituição financeira, pode negociá-las para reduzir juros, por exemplo. Veja as alternativas que o banco oferece e procure outras soluções em outros bancos para escolher a melhor opção para o seu bolso. 
  1. Fazer uma análise financeira

Para decidir em que frentes da empresa você pode cortar gastos, é preciso saber quanto a sua empresa está investindo em cada ponto. 

Por isso, é tão importante fazer uma profunda análise financeira do seu negócio, envolvendo todas as áreas.

Analise as contas mensais e avalie se é possível economizar em alguma delas. Principalmente agora durante a pandemia, talvez você esteja pagando por um serviço que não usa sem saber. 

Aqui, entra também o controle de estoque, das entradas e saídas. Alguns sistemas de gestão financeira podem ajudar a organizar as contas, automatizar tarefas e reduzir custos.

  1. Avaliar os seus produtos

Você sabe quais dos seus produtos vendem mais e quais saem menos? Isso é importante para avaliar o custo benefício de cada item do seu catálogo. 

Para isso, é preciso saber quanto você gasta na produção de cada um e qual o retorno que os produtos trazem para você. 

A partir dessa análise, você tem mais dados para embasar suas decisões. Assim, sua empresa pode optar por tirar determinado item do catálogo que está parado no estoque ou que traz mais prejuízos do que benefícios, reduzindo custos. 

Da mesma forma, com essa avaliação, você também consegue descobrir qual o produto que mais traz retorno para o seu negócio e pode investir mais nele. 

  1. Rever os sistemas tecnológicos

Será que na sua empresa há algum sistema de gestão que você comprou por impulso, mas com o qual o time nunca se adaptou? Ou que você não precisa mais usar porque adotou outro que resolve mais?

Ao mesmo tempo, às vezes sistemas já contratados mas que não estão em uso podem otimizar algumas operações e reduzir custos por conta das automação, como dissemos no primeiro tópico. Por isso, avalie os softwares da sua empresa para tomar as melhores decisões.

  1. Negociar com fornecedores

Uma ideia para cortar gastos é negociar com seus fornecedores. Coloque no papel quanto cada um custa e qual o frete pago para receber a matéria-prima para os seus produtos. 

Com esse controle, fica mais fácil encontrar possibilidades para a negociação. Além disso, avalie se vale a pena manter os fornecedores atuais. 

Se você tem um bom relacionamento com eles e sempre cumpriu os prazos de pagamento, talvez valha a pena negociar a compra de mercadoria com o objetivo de reduzir custos. 

  1. Apostar nas redes sociais

Redes sociais como Instagram e Facebook oferecem boas oportunidades gratuitas para divulgar o seu negócio de forma orgânica, economizando em anúncios, por exemplo. 

Criar conteúdo de qualidade nas redes muitas vezes não custa e ainda atrai público para a sua empresa. Assim, você expande sua base de clientes e pode vender mais sem prejudicar as finanças do negócio. 

Outra opção é criar um blog e postar toda semana para crescer no digital organicamente. 

Durante a pandemia, os consumidores estão mais conectados. Então, estar presente no ambiente virtual é uma ótima alternativa para os pequenos negócios. 

  1. Refinar o público-alvo

Ter o seu público-alvo muito bem definido reduz os custos com estratégias de marketing e vendas que não funcionam e que só fazem você perder dinheiro.

Saber exatamente para qual perfil de cliente você cria seus produtos, serviços e comunicações, além de atrair os consumidores certos, também evita o desperdício de recursos com ações sem retorno.

Por isso, busque colher o maior número de informações sobre o seu público para entendê-lo cada vez mais e apostar em estratégias eficientes. 

  1. Conversar com o banco

Se a sua empresa está endividada com alguma instituição financeira, vale tentar renegociar suas dívidas e procurar alternativas para reduzir os juros ou o valor a ser pago. 

Uma ideia é recorrer a outros bancos para flexibilizar suas dívidas, caso a sua instituição não ofereça boas opções para o seu negócio. 

O que você achou das dicas de hoje? Para ficar por dentro de todas as novidades do Papo de Balcão, participe do nosso grupo no Telegram. É só clicar aqui pelo celular para entrar: Grupo PDB.

Obrigada pelo papo e conte com a gente!