Você sabe o que é newsletter? Em suma, essa é uma estratégia de marketing bastante eficiente para os negócios que querem construir um contato mais direto com os seus clientes.

Inclusive, de acordo com a pesquisa “Perspectivas para o Mercado Digital 2021”, realizada pela mLabs em parceria com a Social Media Week SP FuTeCH, 53% das empresas pretendem investir mais em seus blogs e também na divulgação dos conteúdos por e-mail. Isso significa que os empreendimentos estão cada vez mais atentos para a importância do marketing de conteúdo.

E você? Já está divulgando os materiais produzidos pela sua marca, como blogposts e e-books? Saiba que uma ótima forma de fazer isso é, justamente, por meio de uma newsletter. Portanto, no post de hoje, vamos falar mais detalhadamente sobre o assunto. Continue a leitura e informe-se!

O que é a newsletter?

Em termos simples, a newsletter funciona como um “jornal” virtual que você envia por e-mail para os inscritos — ela pode ser semanal, quinzenal ou mensal, por exemplo. No seu corpo, é possível incluir as novidades da marca e quais são os últimos artigos publicados no seu blog.

Ou seja, a newsletter é uma ótima oportunidade para ficar mais perto dos seus clientes e para aumentar as suas vendas, representando um importante recurso para os pequenos negócios fortalecerem os laços com a sua audiência. Além disso, ela é um canal só seu.

Isso quer dizer que você não depende dos algoritmos para que o seu conteúdo seja distribuído e chegue aos seus consumidores. Ademais, como são os próprios visitantes do seu site que se inscrevem para receber a sua newsletter, ela acaba funcionando como um "filtro" que mostra quem realmente está interessado pela sua marca.

Ainda como um "plus", o mais interessante é que cada negócio pode customizar a sua da forma que quiser e deixá-la com "a cara da marca". No entanto, os benefícios de utilizá-la não cessam aí, haja vista que, por ela ser capaz de sustentar uma relação mais estreita entre a empresa e o seu público-alvo, as suas chances de converter os visitantes do seu site em novos consumidores se elevam exponencialmente.

A razão para tanto é que a inscrição normalmente é feita pelo site próprio da marca, em que há um espaço para aqueles que estão navegando na página e que desejam se inscrever para receber os materiais deixarem o seu endereço de e-mail. Bem, até aqui, você pôde compreender que a newsletter faz parte de uma estratégia maior de Inbound Marketing, que tem como objetivo atrair clientes.

Entretanto, qual é, de fato, a importância dessa estratégia para o seu negócio? Isso é justamente o que vamos ver a seguir. Confira!

Qual é a importância da newsletter para o pequeno negócio?

Via de regra, a newsletter funciona bem para empresas de todos os tamanhos, mas, pode-se dizer que é especialmente aliada do pequeno negócio, representando uma ótima pedida por ser uma alternativa barata e bastante eficaz para fortalecer os laços com os clientes e para conquistar novos consumidores também.

Como nós dissemos, ela é um canal só seu, logo, diferentemente do que acontece nas redes sociais, como o Instagram e o Facebook, você, empreendedor, não se torna um refém dos algoritmos. Além disso, como a newsletter é enviada periodicamente, isso, de alguma forma, cria uma espécie de "compromisso" com aqueles seus clientes que desejam recebê-la no prazo combinado, o que, por sua vez, estimula você a sempre pensar em conteúdos novos e interessantes para incluir no e-mail e manter os seus inscritos engajados.

Nesse contexto, outra vantagem desse modelo — também já brevemente mencionada — é que você consegue saber quem realmente está interessado na sua empresa e nos seus conteúdos. Afinal, se o visitante do seu site institucional se inscreveu para receber a newsletter da sua marca, esse é um forte indicativo de que ele está genuinamente interessado naquilo que você produz. Assim, é possível refinar as suas ofertas e aumentar as suas chances de vendas.

Agora que você já entendeu o que é a newsletter e como ela contribui positivamente para o seu negócio, que tal conferir algumas dicas para ser bem-sucedido na sua criação? Confira no próximo tópico!

Como criar uma newsletter?

Inicialmente, é indispensável ter em mente que pouco — ou nada — adianta submeter as newsletters para a sua base de inscritos com a regularidade ideal se os destinatários não estão clicando nos links presentes no corpo do e-mail e/ou executando as ações promovidas. Lembre-se de que as visualizações são interessantes, mas você precisa mesmo de conversões e, é claro, de resultados.

Nesse contexto, faz-se necessário um bom planejamento que abranja as características certas no que diz respeito a cada comunicação. Pensando em auxiliá-lo nessa empreitada — que, principalmente para quem está iniciando, pode ser bastante desafiadora —, elaboramos uma espécie de passo a passo a ser observado para que você crie a melhor newsletter possível. Vamos lá!

Determine quais serão as suas finalidades

Antes de qualquer outra coisa, é essencial que você defina os objetivos que a sua marca pretende atingir por meio dessa estratégia. Nesse sentido, alguns exemplos são:

  • a geração de leads;
  • a nutrição de leads;
  • a fidelização do público consumidor;
  • a conversão em vendas.

Acredite: essa determinação inicial faz toda a diferença. Isso porque, a partir do propósito traçado, as newsletters precisarão ter periodicidades, conteúdos e até templates distintos.

Faça a segmentação da sua lista de leads

Um dos deslizes mais comuns em se tratando do envio de newsletters é a generalização das comunicações. É fundamental ter em mente que a automatização desse processo — que é, sim, uma medida positiva — é bem diferente de submeter a mesma mensagem (com o mesmo conteúdo) para toda a sua base de contatos.

Lembre-se de que existe uma jornada de compra, logo, haverá leads que já estarão prontos para fechar um negócio com a sua empresa, porém, existirão outros que ainda desejarão saber um pouco mais acerca das suas soluções. Além disso, ainda é preciso considerar aqueles que nem mesmo conhecem bem o seu negócio e o seu segmento de atuação.

Então, como você provavelmente pode imaginar agora, cada um deles deve receber um e-mail que faça sentido com o seu momento. Entretanto, a segmentação não deve cessar aí, pois você também pode dividir a sua base de contatos levando em conta as preferências e o perfil, além de outras diversas variáveis. Em razão dessa variedade de métodos existentes, é imperativo que você estude o que é melhor para o seu empreendimento.

Aposte na otimização das mensagens em prol de uma melhor experiência dos usuários e de conversões

Mais um ponto que é interessante destacar é que é tão fundamental quanto refletir acerca do conteúdo das suas mensagens é pensar na sua natureza e no seu formato. Há um sem-número de otimizações que você pode aplicar aos textos enviados a fim de melhorar as taxas de conversão — e, é claro, a experiência de quem os recebe. A seguir, veja algumas:

  • transmita exclusividade, contando as novidades da marca um pouco antes da divulgação ao público aberto e disponibilizando, por exemplo, vouchers exclusivos de descontos;
  • aja com objetividade e clareza, lembrando-se de que a mensagem não deve ser muito extensa, pois o ideal é que os textos sejam sempre chamativos e concisos;
  • insira um CTA ao final — também chamado de "call to action", convidando o destinatário a executar uma ação;
  • prefira verbos no imperativo, já que eles auxiliam a induzir os leads à ação que você deseja que seja executada;
  • evite o uso excessivo de jargões, afinal, embora algumas frases de efeito bem aplicadas possam fazer a diferença, a utilização demasiada desse tipo de recurso pode até mesmo empobrecer o conteúdo.

Quais são as dicas para ter bons resultados com a sua newsletter?

Quer começar a colocar em prática hoje mesmo essa estratégia e engajar a sua base de clientes com a sua newsletter? Então, confira a seguir as dicas-chave para alcançar excelentes resultados!

Escolha uma boa plataforma

A primeira dica para potencializar os seus resultados com uma newsletter é se planejar a fim de escolher uma boa plataforma para distribuir os e-mails para a sua base de inscritos. Duas opções nesse sentido são: o mailchimp e a RD Station.

Atualmente, existem diversas alternativas e ferramentas que o ajudam na confecção e na distribuição das newsletters, mas é importante saber fazer uma boa escolha. No caso do mailchimp, é válido destacar que ele permite enviar (e programar) e-mails automáticos para uma extensa base de contatos. A automação de marketing, aliás, é uma das frentes nas quais 60% dos entrevistados na pesquisa “Perspectivas para o Mercado Digital 2021”, mencionada na introdução, pretendem investir mais.

A outra alternativa para o envio de e-mails automáticos, como dito, é a RD Station, que já faz parte do rol de plataformas mais robustas de integração de marketing.

Divulgue a sua newsletter

A segunda dica é divulgar a sua newsletter. Deixe claro no seu site institucional como o visitante pode se inscrever. É interessante também divulgar para os seguidores das suas redes sociais que o seu negócio agora tem esse recurso disponível.

Lembre-se de que não adianta muito você ter uma newsletter bonita e com um conteúdo bacana se ninguém está vendo. Inclusive, vale a pena, ao lançá-las, divulgá-las para os seus seguidores nas suas redes sociais. Você pode até mesmo deixar o link para a inscrição na bio do Instagram ou utilizar a opção “arrastar para cima” dos Stories para atrair mais inscrições.

Estabeleça uma periodicidade

A terceira dica é estabelecer uma periodicidade para o envio da sua newsletter. Nesse caso, é importante se questionar se ela será semanal, quinzenal ou mensal. Lembre-se, contudo, de que é fundamental definir isso de acordo com as possibilidades do seu negócio, sem sobrecarregar a equipe. Entretanto, também não vale demorar muito para enviar o e-mail para que os clientes não se esqueçam da sua marca.

Defina tanto a arte quanto o modelo da sua newsletter

A quarta dica é definir a arte e o modelo da sua newsletter. Ela precisa estar de acordo com a imagem da sua marca e, para tanto, você pode contar com a ajuda de um designer ou de sites especializados que permitem customizar os seus e-mails. Então, reflita:

  • Qual vai ser a cara da sua newsletter?
  • Quais conteúdos você pensa em incluir no e-mail?
  • Quais serão as cores escolhidas?

Caso você opte por se aventurar pelos sites, seja por uma preferência pessoal de fazer parte do processo, seja em razão da falta de recursos para a contratação de um profissional, o Canva é uma excelente pedida e apresenta diversas opções de arte para criar a sua newsletter.

Faça testes

A quinta dica é fazer testes a fim de entender quais são as estratégias que mais funcionam nos seus e-mails enviados para os clientes — por exemplo, com os títulos e com o próprio conteúdo da mensagem.

Nesse sentido, muitas plataformas de automação de e-mails permitem fazer testes A/B de elementos como esses. Com isso, você aprende mais acerca das preferências do cliente e descobre aquilo no que vale apostar para fazê-lo abrir os e-mails. Por isso, capriche nos títulos e anote os aprendizados para não esquecê-los posteriormente.

Inspire-se

A sexta e última dica é se inspirar nas newsletters de marcas que você admira. Acredite: essas referências alimentam a sua criatividade e ajudam você a estabelecer o modelo ideal para a sua estratégia.

Portanto, siga as empresas pelas quais você tem admiração, como empreendedor, e se inscreva em suas newsletters para se inspirar em diferentes modelos e, a partir disso, criar o seu próprio. Quanto mais referências você tiver, mais facilmente saberá do que gosta e o que não é o ideal para o seu empreendimento.

Como você pôde ver, investir no envio de newsletter pode fazer uma grande diferença nos seus resultados, especialmente em médio e longo prazo. Afinal, por meio desse recurso, a sua marca consegue estabelecer uma relação mais estreita com o seu público-alvo e conhecer mais a fundo os seus interesses e as suas preferências — informações que podem ser utilizadas a seu favor a fim de aprimorar as suas soluções, destacando-se no seu nicho.

Agora, aproveitando o gancho, que tal se inscrever na nossa newsletter e passar a receber as próximas publicações na sua caixa de entrada? Vamos lá!