Você já ouviu falar em Call-to-Action? Se alguma vez clicou em um link que recebeu por e-mail de alguma marca, você provavelmente foi fisgado pela mensagem de Call-to-Action da empresa. No post de hoje, vamos explicar esse termo, falar sobre a importância que ele tem para a sua estratégia e trazer algumas dicas para melhorar os seus resultados. Vem ler!

O que é Call-to-Action?

O termo em inglês Call-to-Action, também conhecido como CTA, significa “chamada para ação”. Como o nome sugere, o objetivo é fazer com que a pessoa que vê o CTA realize uma ação a partir do direcionamento dado.

O CTA pode ser tanto um botão com alguma mensagem (por exemplo: “Saiba mais”), como uma frase no final de um post de blog ou de redes sociais (exemplo: “Leia mais sobre o assunto neste link”). A ideia é que o Call-to-Action leve o cliente para a próxima etapa.

Então, você pode criar um CTA no seu site com o objetivo de fazer o cliente entrar em contato com a sua empresa por WhatsApp. Outra possibilidade é incluir um Call-to-Action de “Comprar agora!” em uma mensagem de e-mail ou WhatsApp e direcionar o consumidor para a sua página de vendas.

Agora que você já entendeu o que é o CTA, talvez esteja se perguntando por que ele é tão importante, certo? É o que vamos ver a seguir!

Qual a importância do CTA?

Uma das principais funções do CTA é oferecer um direcionamento para o cliente, assim, ele não fica perdido e nem abandona o seu site ou o seu perfil nas redes sociais. O objetivo, então, é manter o cliente com você. Assim, você pode, por exemplo, enviar um e-mail contando sobre uma promoção e incluir um botão com uma mensagem do tipo “Conferir a oferta agora!”. A partir do momento em que o consumidor clica no link, ele é automaticamente direcionado para a sua página de vendas.

Portanto, o CTA é um elemento essencial para aplicar nas suas comunicações com o cliente e guiá-lo pela jornada de compra. O Call-to-Action também é um item fundamental para compor a sua estratégia de marketing e vendas, já que é por meio das indicações dos CTAs que os clientes vão seguir pelas suas páginas online. E como ter bons resultados com o CTA? Ou seja, como melhorar o número de pessoas que de fato clicam no seu Call-to-Action? É o que vamos ver agora!

Qual estratégia de marketing se relaciona com o CTA?

Como vimos, a importância da utilização contínua do Call-to-Action é o poder que essa ferramenta possui em direcionar o cliente em potencial para as próximas etapas do processo de vendas. Sendo assim, a melhor maneira de incorporar o CTA é utilizá-lo dentro de uma estratégia de marketing mais ampla. Com o desenvolvimento das mídias sociais nos últimos anos, a forma como atraímos clientes e vendemos produtos também evoluiu.

Como resultado surgiram novas abordagens de marketing como o “inbound marketing”. O inbound marketing nada mais é do que o “marketing de atração”, ou seja, uma metodologia de influência ao cliente cujo centro é a produção de conteúdo relevante. Esse conteúdo não é produzido de maneira aleatória, mas sim conforme uma estratégia de conteúdo, que tem o intuito de estimular o cliente a avançar para as próximas fases de um funil de vendas.

O marketing de conteúdo, ou marketing de atração, se difere do “marketing de interrupção”, cujo objetivo é “forçar a barra” na apresentação da oferta ao público-alvo. Propagandas televisivas, comerciais, banners, outdoors e a maior parte das mídias de massa da atualidade é baseada nesse conceito. O problema dessa abordagem é que no final das contas você não cria um vínculo, ou seja, após a oferta você não tem garantias de que manterá uma relação mais próxima com o cliente no futuro.

Portanto, o marketing de conteúdo tem a vantagem de proporcionar uma relação de longo prazo, o que permite que a sua empresa se torne autoridade e referência no segmento para o seu público-alvo. Dessa forma, dedique tempo para conhecer mais sobre essa metodologia e aplicá-la em sua empresa. Lembre-se de que é a estratégia de marketing que fará diferença ao utilizar um Call-to-Action e assim gerar resultados efetivos para a empresa como o nível de vendas e fidelização.

Quais são as 4 dicas para otimizar o Call-to-Action?

1. Clareza e objetividade

A mensagem do Call-to-Action precisa ser objetiva e clara. O CTA deve realmente trazer um direcionamento para o cliente. Então, evite uma comunicação com ambiguidades ou que confunda o consumidor, porque isso pode deixá-lo inseguro e fazê-lo não seguir o direcionamento.

Se o seu CTA é um botão, não utilize muitas palavras, porque isso tira o foco do que importa. Mas se você está escrevendo um Call-to-Action para fechar um blog post, deixe claro para o leitor onde é necessário clicar e o que vai acontecer com ele depois que clicar no link oferecido.

2. Testes

A melhor maneira de saber se o seu Call-to-Action funciona é testar várias opções. Se você está trabalhando com botões de compra ou contato no seu site, por exemplo, mude o lugar dos botões periodicamente e veja os resultados. Você pode testar diferentes mensagens, formatos e cores (no caso dos botões) de CTAs.

O importante é que esses elementos sejam testados um de cada vez, para você entender qual foi a mudança que mais impactou os resultados. Faça um acompanhamento dos indicadores e registre os aprendizados para não repetir os mesmos erros e para incorporar o que funcionou.

3. Referências

Para criar CTAs de sucesso, busque referências em empresas que têm bons resultados de conversão. Uma ideia é criar uma pasta no seu Drive ou até mesmo no celular para armazenar essas referências (em foto, vídeo ou texto). Assim, se você estiver sem muitas ideias para o seu CTA, pode se inspirar no material colhido.

Essas referências ajudam a estimular a sua criatividade. Então, pegue os exemplos, adapte à linguagem da sua marca e teste se funciona. Algumas empresas para ficar de olho e que fazem ótimos CTAs são: Rock Content, RD Station e Hubspot.

Como potencializar o CTA e as vendas pela internet?

Até aqui ficou muito clara a importância do Call-to-Action para a execução das estratégias de marketing de atração. Porém, é preciso lembrar também da necessidade de fazer convergir para um mesmo fim todas as demais ferramentas de marketing utilizadas pela empresa. Afinal, do que adianta conduzir o cliente até a tomada de decisão por meio dos CTAs se no fim a empresa não conseguir converter essa vista em venda, por causa de limitações nas opções de pagamento por exemplo.

Quando nos referimos às estratégias online, é muito importante contar com o apoio de recursos capazes de potencializar as suas vendas pela internet. Para auxiliar nesse objetivo, recomendamos as soluções de venda online da Stone, onde é possível migrar para o universo digital sem precisar de um site ou plataforma de e-commerce. Com essas soluções, você conta com ótimos recursos que te ajudam a vender por aplicativos e pelas principais redes sociais como Instagram, Facebook ou Whatsapp. Dentre esses recursos temos a criação de links de pagamentos que podem ser enviados por mensagem para o recebimento de pagamentos dos seus clientes.

Dessa forma, você é capaz de aceitar pagamentos via cartão sem ter uma máquina física, por exemplo. Além de criar links para vendas pontuais, você também tem a opção de receber pagamentos via Pix diretamente no aplicativo Stone. Por esse mesmo aplicativo é possível gerar QR Codes, compartilhar com clientes e receber o seu dinheiro de maneira quase instantânea. Por fim, você também é capaz de criar e enviar boletos de cobrança aos seus clientes, e em seguida, acompanhar os recebimentos direto no aplicativo ou no site. É possível gerar até 5 boletos grátis por mês e você só paga a taxa correspondente quando (e se) o boleto for pago.

Três principais aprendizados de hoje:

  1. Call-to-Action (ou CTA) é um termo em inglês que, traduzido, significa “chamada para ação”. O objetivo é fazer com que o usuário do seu site ou das suas redes sociais realize uma ação, a partir do direcionamento contido no seu CTA. Ele pode ser um botão ou uma frase com um link, por exemplo. Então, o Call-to-Action precisa levar o seu cliente para a próxima etapa, como para uma página de vendas ou de contato.
  2. O CTA é importante para guiar o consumidor e fazer com que ele não abandone o seu site ou o seu perfil nas redes sociais. Ele é um elemento fundamental para as suas estratégias de marketing e vendas, já que tem o poder de direcionar o consumidor pela jornada de compra. Um exemplo é um e-mail que você envia para o cliente com as novidades da sua marca e algumas ofertas, inserindo um botão de “Clique para comprar”. Assim que o cliente executa a ação, ele é direcionado ao seu site para finalizar a compra.
  3. A primeira dica para criar CTAs de sucesso é ter clareza e objetividade nas suas mensagens. A segunda dica é fazer vários testes, implementando pequenas mudanças no seu Call-to-Action para entender o que performa melhor junto aos seus clientes. A última dica é contar com materiais de referência para se inspirar na hora de criar o seu CTA. Você não deve copiar o que outras empresas estão fazendo, mas pode usá-las como bons exemplos e adaptar as mensagens aos seus objetivos e à linguagem da sua marca.

Agora, se liga no nosso CTA : )

E aí, o que você achou do post de hoje? Consegue compreender a importância da utilização de Call-to-Action em sua estratégia de marketing? Caso queira saber mais sobre as soluções de venda online da Stone também, é só clicar aqui.