Você já ouviu falar em prazo médio de pagamento (PMP)? Calma que não é nenhum bicho de sete cabeças! Trata-se de um cálculo muito utilizado pelos empreendedores na hora de avaliarem sua relação com os fornecedores

No post de hoje, vamos explicar o que é o PMP, como calculá-lo e quais os benefícios que essa estimativa traz para o seu negócio. Quer saber mais? Então, vem ler!

Três principais aprendizados de hoje

  1. O prazo médio de pagamento (PMP) corresponde a uma métrica que mostra quanto tempo a sua empresa vai levar para pagar seus fornecedores. Quanto maior o tempo, melhor, já que o seu caixa não fica sobrecarregado. O PMP é importante para evitar o atraso nos pagamentos dos fornecedores, que pode comprometer a saúde financeira da sua empresa.
  2. Existem diversos benefícios em calcular o prazo médio de pagamento. Um deles é a previsibilidade que esse cálculo traz para o seu negócio. Com ele, é possível ter uma estimativa de quantos dias a sua empresa demora para realizar os pagamentos e, a partir disso, você consegue realizar projeções de capital de giro e fluxo de caixa, por exemplo. O segundo benefício é que o PMP evita a inadimplência da sua empresa. Como você sabe o tempo que precisa para quitar o valor das compras com os fornecedores, pode se planejar com antecedência para ter esse dinheiro no prazo estipulado. A terceira vantagem do cálculo do PMP é a melhora no relacionamento com seus fornecedores. Uma vez que você sempre paga em dia, eles passam a confiar na sua empresa e podem, inclusive, oferecer condições especiais de pagamento. O quarto benefício que trouxemos hoje é o aumento do controle financeiro do seu negócio. Como o cálculo do PMP permite fazer projeções e planejamentos, a gestão da sua área financeira acaba sendo muito mais eficiente também.
  3. Para calcular o prazo médio de pagamento é preciso, primeiro, saber quanto você precisa pagar aos seus fornecedores em determinado período. Depois, calcula-se o valor médio das compras. Aqui, você deve somar o custo das mercadorias ao estoque final e subtrair o valor do estoque inicial. A partir disso, já é possível calcular o PMP. Para isso, você tem que dividir o valor pago aos seus fornecedores pelo valor médio das compras e multiplicar esse resultado por 360 (dias). 

O que é o prazo médio de pagamento? 

O prazo médio de pagamento é um índice que permite determinar quanto tempo a sua empresa vai levar para pagar seus fornecedores, contando a partir da data de realização das compras. 

Na prática, quanto mais tempo você tiver para realizar os seus pagamentos, melhor. Assim, o seu caixa não fica sobrecarregado e ainda é possível arcar com todos os custos mesmo no caso de algum problema no meio do caminho. 

Essa métrica é muito útil para evitar multas ou a cobrança de juros por inadimplência. Portanto, você precisa considerá-la na gestão financeira do seu negócio. Afinal, estamos falando de uma métrica que pode ser usada para alinhar prazos com fornecedores, realizar projeções financeiras para a sua empresa e organizar o fluxo de caixa.  

Vamos ver um pouco mais sobre os benefícios do prazo médio de pagamento a seguir, confira!

Benefícios do prazo médio de pagamento 

Separamos 4 vantagens de calcular o prazo médio de pagamento. Vem ver!

  1. Oferece previsibilidade 

Uma das grandes vantagens de calcular o prazo médio de pagamentos dos produtos ou serviços dos seus fornecedores é a previsibilidade que essa métrica oferece. 

Sabendo o tempo médio que você vai levar para quitar o valor das compras é possível realizar projeções e fluxo de caixa, por exemplo, a partir também da sua estimativa de vendas no período. 

Então, o PMP permite ter uma visão mais clara a respeito da área financeira da sua empresa, o que reduz as chances de sobrecarregar o seu caixa no futuro. 

  1. Evita a inadimplência

Com o cálculo do prazo médio de pagamento você consegue se planejar de maneira eficiente, já que tem uma estimativa do tempo que leva para quitar o valor das compras com os fornecedores. 

Isso permite que a sua empresa alinhe os prazos com antecedência para não sair no prejuízo e nem contrair dívidas com os parceiros de negócio. 

Assim, o PMP é uma excelente ferramenta para evitar a inadimplência, que tanto compromete a reputação das empresas. 

  1. Melhora o relacionamento com fornecedores

Uma vez que o cálculo do PMP é uma métrica bastante eficiente para evitar a inadimplência, como vimos, os seus fornecedores passam a confiar mais em você. 

Afinal, como a sua empresa realiza os pagamentos em dia, eles têm mais segurança de que serão pagos no prazo estabelecido. 

Assumindo a responsabilidade de pagar no período combinado, você mostra o seu comprometimento e, em troca, seus fornecedores também podem oferecer condições especiais de pagamento, por exemplo. 

Tudo isso contribui para um relacionamento mais saudável, consistente e duradouro entre vocês. 

  1. Aumenta o controle financeiro

Como vimos, o cálculo do prazo médio de pagamento contribui para o planejamento financeiro do seu negócio. Afinal, você consegue saber quanto e quando deve pagar. Assim, fica mais fácil definir o como fazer isso. 

Além disso, o PMP ajuda a projetar o seu fluxo de caixa e entender se o seu capital de giro dará conta do valor a ser pago. 

Essa métrica também auxilia no momento de alinhar os prazos com seus fornecedores. Integrar esses pontos resulta em um maior controle financeiro sobre a sua empresa, um passo importante para o crescimento orgânico e saudável do negócio. 

Mas, afinal, como calcular o prazo médio de pagamento? É o que vamos ver agora!

Como calcular o prazo médio de pagamento

O primeiro passo para calcular o prazo médio de pagamento é fazer um levantamento de todos os pagamentos que você deve realizar aos fornecedores em determinado período. Vamos supor que esse valor corresponda a R$ 300.

Depois, é necessário estimar o valor médio das compras feitas, a partir do seguinte cálculo:

Compras = CMV (custo das mercadorias/produtos/serviços vendidos) + estoque final – estoque inicial  

Vamos dar um exemplo para você entender melhor essa fórmula. Se o seu custo das mercadorias vendidas for de R$ 1000 no período considerado, o seu estoque inicial for de R$ 250 e o final for de R$ 750, a conta fica assim:

R$ 1000 + R$ 750 – R$ 250 = R$ 1500 (valor médio das compras) 

Agora que você já tem esse número, para calcular o prazo médio de pagamento, é preciso dividir o valor pago aos seus fornecedores pelo valor médio das compras e multiplicar esse resultado por 360 (dias). 

Seguindo o exemplo anterior, o cálculo fica assim:

R$ 300/ R$ 1500 X 360 = 72

Assim, o prazo médio de pagamento corresponde a 72 dias, pouco mais de 2 meses. Ou seja, isso significa que o seu negócio precisará desse tempo até pagar os fornecedores.

Agora que você já sabe como calcular o prazo médio de pagamento, aproveite para organizar toda a estrutura financeira da sua empresa. Para te ajudar, separamos este vídeo: Quais são os primeiros passos para uma boa organização financeira?

E aí, gostou das dicas de hoje? Se você quiser ficar por dentro de tudo que a gente posta de novo no Papo de Balcão, participe do nosso grupo exclusivo no Telegram. É só clicar aqui com o celular: Grupo PDB.

Obrigada pelo papo e conte com a gente!