Você sabe o que é payback? Esse é um indicador bastante importante para ajudar o dono de negócio a definir o seu planejamento financeiro e decidir se determinado investimento vale a pena. 

Mas se você nunca ouviu falar nessa métrica, não se preocupe. No post de hoje, vamos explicar o que é o payback, qual a sua importância e os seus benefícios para o pequeno negócio e como calculá-lo. Vem ler!

Três principais aprendizados de hoje

  1. O payback é uma métrica que indica o tempo de retorno de um determinado investimento feito. Ele é bastante utilizado pelos donos de negócio que querem avaliar se um projeto vale a pena e se trará o retorno dentro do período de tempo desejado. Além disso, o payback contribui muito para o planejamento financeiro do negócio, uma vez que funciona como uma forma de prever a partir de quando o investimento feito começa a trazer lucros para a empresa.
  2. O payback também é importante para ajudar o empreendedor a analisar a viabilidade dos projetos e a tomar decisões com base em números concretos. Outro benefício de calcular o payback é que, sabendo esse resultado, você pode utilizar recursos sem comprometer, por exemplo, o seu fluxo de caixa, já que o cálculo leva esse aspecto em consideração. No mais, saber o payback permite também entender melhor os riscos de cada investimento ou projeto. 
  3. Existem dois modelos de payback, o simples e o descontado. O primeiro é calculado a partir da fórmula: investimento / saldo médio do fluxo de caixa = payback simples. Já o payback descontado leva em conta a correção monetária e a taxa de juros ao longo do tempo. Ele é calculado a partir da seguinte fórmula: Fluxo de caixa / (1 + TMA)período considerado . Depois, é só dividir o valor do investimento feito por esse resultado. Então, você descobre quanto tempo vai levar para que esse projeto comece a trazer lucros.

O que é payback?

O payback (retorno, em português) é uma métrica cujo cálculo indica o tempo (meses ou anos) que leva para você recuperar uma determinada quantia aplicada em algum projeto da sua empresa. Em outras palavras, o payback corresponde ao tempo de retorno desse investimento. 

Com esse cálculo, você consegue entender quanto ainda vai demorar para a sua empresa igualar o valor gasto com o valor recebido. 

Esse indicador é bastante utilizado pelos empreendedores em suas análises para entender se determinado investimento vale a pena. 

Mas qual a real importância dessa métrica para o pequeno negócio? É o que vamos ver a seguir, confira!

Qual a importância do payback para o pequeno negócio?

O payback é um indicador que contribui bastante para o seu planejamento financeiro. Afinal, ele oferece uma espécie de previsão a respeito do tempo de retorno do seu investimento. Assim, na hora de estabelecer as metas e os planos de ação para os próximos meses, você já inclui as perspectivas mostradas pelo resultado do cálculo do payback. 

Mas essa métrica também ajuda o dono de negócio a analisar a viabilidade dos projetos e tomar decisões sobre possíveis investimentos no negócio. Calculando o payback, você pode avaliar com precisão se o tempo de retorno vale a pena de acordo com as diretrizes do negócio ou se é melhor investir em outra frente que trará um retorno mais rápido, por exemplo. 

Assim, o payback oferece mais segurança para o empreendedor apostar em determinados projetos, já que as perspectivas de prazo apresentadas pelo cálculo atendem às suas expectativas ou, pelo menos, se encaixam nas possibilidades do negócio. 

Benefícios do payback para o pequeno negócio

O cálculo do payback é relativamente simples e você mesmo consegue fazê-lo para entender o prazo de retorno do seu investimento. 

O payback também permite que você utilize recursos da empresa sem comprometer, por exemplo, o seu fluxo de caixa, já que o cálculo leva esse aspecto em consideração e o investimento é “controlado”, havendo perspectiva de retorno.

Outro ponto positivo é que esse cálculo permite analisar os riscos de cada investimento feito no seu negócio.

Agora que você já sabe as vantagens do indicador para a sua empresa, vamos ver como calcular o payback? Confira a seguir!  

Como calcular o payback?

Há dois tipos de payback: o simples e o descontado. Cada um deles exige um cálculo diferente e a principal diferença entre eles é que o descontado leva em consideração a correção monetária e os juros, enquanto o simples, não. Embora o cálculo do payback simples seja mais fácil, ele não é tão preciso quando o descontado, por isso, o mais indicado é este último para garantir precisão aos números. De qualquer forma, vamos começar falando sobre o payback simples! Vem ver!

Payback simples

Para calcular o payback simples, divide-se o investimento aplicado pelo saldo médio do fluxo de caixa dentro do período considerado. A fórmula, nesse caso, é a seguinte

investimento / saldo médio do fluxo de caixa = payback simples 

Então, vamos supor que você esteja pensando em comprar uma nova máquina de café para o seu restaurante e esse item custe R$5.000,00. A sua perspectiva é de que, por mês, ela traga um rendimento de R$500,00 para o negócio (considerando, por exemplo, que os clientes vão começar a pedir um café depois de almoçarem). Esse valor corresponde, no payback, ao saldo médio do fluxo de caixa. Então, o cálculo fica assim:

R$5.000,00 / R$500,00 =  10 (payback simples)

Ou seja, levará 10 meses para você receber o valor correspondente ao investido na nova máquina de café. Depois desse prazo, a ideia é que esse item comece a gerar lucros para o negócio. A partir desse cálculo, você consegue avaliar melhor se vale a pena ou não comprar essa máquina, de acordo com o momento atual da sua empresa. 

Agora, vamos ver como descobrir o payback descontado?

Payback descontado

O payback descontado leva em conta mais alguns elementos, como taxa de desconto e correção monetária (que muda de acordo com a valorização da moeda). 

Então, antes de partirmos direto para a fórmula, é preciso entender mais dois conceitos: 

  • Taxa Mínima de Atratividade (TMA): que mostra qual é a rentabilidade mínima do investimento, de acordo com a Selic (que é a taxa básica de juros), por exemplo ou alguma outra taxa que você preferir. O importante é decidir qual será o padrão aplicado ao valor do fluxo de caixa no cálculo. 
  • Valor Presente Líquido (VPL): que corresponde ao valor líquido do seu fluxo de caixa, considerando os valores futuros (esse indicador leva em consideração o dinheiro no tempo, já que R$100 no futuro não terá o mesmo valor de R$100 hoje.)

Para descobrir o payback descontado, aplique a seguinte fórmula:

Fluxo de caixa / (1 + TMA)período considerado 

Vamos continuar no exemplo da máquina de café e considerar que a TMA seja de 10%. O valor descontado é este:

500 / (1+0,10)1 = 454, 54

Assim, esse valor deve ser aplicado no cálculo do payback, que, nesse caso, fica assim:

investimento / saldo médio do fluxo de caixa = 5000 / 454, 54 = 11

Isso quer dizer que, com os valores descontados, o retorno do seu investimento na máquina de café virá em 11 meses (e não em 10, como mostra o cálculo do payback simples). 

E aí, já calculou o seu payback? Para melhorar ainda mais o setor financeiro da sua empresa, confira este artigo: Índice de lucratividade: como calcular?

Obrigada pelo papo e conte com a gente!