Você já adota alguma ação de Marketing de Conteúdo? Esse conceito está relacionado a utilizar a produção de materiais (como artigos de blog, e-books, posts em redes sociais e vídeos) para fortalecer o Marketing do seu negócio.

A gente sabe que o pequeno negócio trabalha com um orçamento apertado e pode até competir com grandes nomes do mercado. Mas você não precisa de muito para começar a sua estratégia de Marketing de Conteúdo! Mesmo com uma equipe enxuta, é possível ter resultados orgânicos e consistentes, conquistar o seu público e aumentar a sua base de clientes.

Se você quer saber como isso é viável e os passos básicos para investir no Marketing de Conteúdo, é só continuar a leitura deste texto!

O que é Marketing de Conteúdo?

Esse é o termo utilizado para definir uma estratégia de Marketing voltada para a internet, que busca conquistar clientes a partir da geração de peças editoriais multimídia de baixo, médio e alto nível de complexidade. Em alguns locais, essa abordagem também é chamada de Marketing Inbound.

Em outras palavras, o Marketing de Conteúdo é um modelo de vendas que tem como foco apresentar a marca para o seu público-alvo de uma forma natural. O portfólio de produtos é introduzido de modo inteligente e que consiga convencer possíveis consumidores de que a marca pode atender às suas demandas. Dessa maneira, as vendas sempre serão feitas para pessoas com alto potencial de satisfação e fidelização.

Quais são as etapas do Marketing de Conteúdo?

Para iniciar uma estratégia de marketing de conteúdo, alguns passos são críticos. Eles ajudam o negócio a avaliar como atingir os seus clientes e a sempre publicar conteúdos que se alinham ao perfil do público-alvo da marca. Confira!

Saber quem é a sua persona

Esse é um passo determinante para qualquer produção de conteúdo para a web. O negócio deve saber quem é o seu cliente, definindo as seguintes informações sobre ele:

  • perfil financeiro;
  • idade;
  • gênero;
  • problemas que possam ser resolvidos pela marca.

Além disso, é preciso constatar qual o melhor modelo de linguagem e os canais adequados para abordá-lo.

A definição da persona, portanto, deve ser abrangente. Cada registro precisa ajudar o negócio a sempre identificar como construir conteúdos ricos e que sejam distribuídos nos lugares certos. Isso garantirá maior retorno sobre o investimento em Marketing de Conteúdo e mais sucesso em médio e longo prazo.

Fazer o planejamento da distribuição de conteúdos

A segunda etapa para ter uma estratégia de Marketing de sucesso no seu negócio é fazer um planejamento. Nele, inclua detalhes sobre:

  • a frequência de publicações;
  • os canais de divulgação do conteúdo;
  • a persona do negócio;
  • os responsáveis pelo conteúdo;
  • os formatos escolhidos.

A partir desse momento, é hora de pesquisar quais palavras-chave você vai trabalhar nos seus conteúdos. Elas se referem aos termos mais buscados pelos seus potenciais clientes em sites como o Google e que tenham relevância para o seu negócio. Portanto, utilize soluções para identificar tendências relacionadas à sua área de atuação e faça um bom uso das palavras-chave na hora de produzir os textos, garantindo que eles tenham um bom ranqueamento nas páginas de pesquisa.

Produzir conteúdos atraentes para o leitor

A partir do momento em que você já sabe quais palavras usar, comece a escrever artigos sobre os assuntos condizentes a elas e monte um blog. Para isso, foque a redação dos posts em SEO (Search Engine Optimization), uma técnica para ranquear melhor no Google.

O SEO é uma das principais estratégias para otimizar a visualização de páginas web de maneira orgânica. Ele inclui práticas como linkar para outras páginas do site, usar a palavra-chave escolhida algumas vezes ao longo do texto e buscar uma hierarquia no tamanho dos títulos.

Além dos artigos de blog, é interessante produzir materiais ricos e que podem ser baixados gratuitamente em troca de um dado de contato, como e-books e infográficos. Esses conteúdos ajudam a conquistar o cliente e a estabelecer um relacionamento de longo prazo. Afinal de contas, a lembrança da marca ficará disponível na memória do consumidor por mais tempo.

Distribuir as suas peças

O próximo passo é distribuir o seu conteúdo. Escolha os canais para fazer essa divulgação, como suas páginas nas redes sociais, ou crie anúncios para os materiais. É fundamental contar com as métricas para entender se a sua estratégia de Marketing de Conteúdo está funcionando.

Em outras palavras, a distribuição de conteúdos deve sempre ser feita vinculada à análise de resultados. Veja quantas pessoas baixaram os materiais produzidos e qual a taxa de abertura dos e-mails de divulgação, se esse foi o meio escolhido para tal tarefa. Por fim, busque referências de pessoas e marcas que você admira e que produzem materiais de qualidade, garantindo que o negócio fique sempre atualizado a respeito das últimas tendências do mercado.

Quais são as bases da produção de conteúdos dessa estratégia de marketing?

Agora que você já sabe quais são as etapas para montar uma boa estratégia de Marketing de Conteúdo, é hora de ver nossas dicas para tornar cada um dos processos bem-sucedido.

É importante termos uma boa abordagem quando artigos, vídeos e e-books forem criados. Isso maximizará as chances das suas peças terem bons indicadores de compartilhamento e visualização. Veja o que fazer para sempre criar materiais ricos para a sua persona a seguir!

1. Cuidar do planejamento

O primeiro passo para adotar o Marketing de Conteúdo no seu negócio é planejar como ele será feito. Isso envolve responder a algumas perguntas, como:

  • Quais serão os formatos de conteúdo?
  • Quais serão os canais de distribuição? (blog, redes sociais, anúncios?)
  • Qual será a frequência de publicação/produção?
  • Quem ficará responsável pelo desenvolvimento dos materiais? (equipe interna, freelancers?)
  • Para quem o conteúdo é destinado? (qual a sua persona?)

Comece pequeno e invista principalmente na qualidade do conteúdo produzido, mesmo que isso signifique, por exemplo, montar apenas um e-book por mês e publicar dois posts no Instagram por semana.

Aos poucos, com o tempo e os bons resultados, aumente a frequência de publicação e até a equipe de profissionais envolvidos no desenvolvimento da estratégia. A chave do Marketing de Conteúdo é a consistência do processo. Não desista!

2. Fazer a pesquisa de palavras-chave

As palavras-chave são fundamentais para uma estratégia consolidada de Marketing de Conteúdo. Como dissemos, elas envolvem os termos mais buscados pelo seu público em sites como o Google. Por exemplo, se você tem um negócio de marmitas fitness, pode ser que seus clientes façam as seguintes buscas:

  • “onde comprar marmitas fitness?”;
  • “como congelar marmitas?”;
  • “quantas calorias tem uma marmita fitness?”.

Assim, na hora de estabelecer as palavras a serem trabalhadas no seu conteúdo, mescle termos menores — como “marmitas fitness” — e termos maiores — como “lojas que vendem marmitas fitness”.

Além disso, no momento de fazer sua pesquisa, preste atenção ao volume de buscas e à relevância daquele assunto para o seu público! Algumas ferramentas que são de grande utilidade para isso são o SEMrush, o Ubersuggest e o planejador de palavras-chave da Google.

3. Ter sempre uma redação focada em SEO

Criar um blog é uma ótima forma de realizar o Marketing de Conteúdo. Mas, para que essa estratégia tenha sucesso, é preciso seguir algumas diretrizes. Uma delas é focar a redação dos artigos no SEO.

Algumas orientações básicas nesse sentido envolvem:

  • escrever frases curtas e objetivas;
  • escrever parágrafos curtos;
  • usar a palavra-chave e palavras relacionadas a ela ao longo do texto;
  • tornar o texto escaneável, dividido em tópicos;
  • colocar o título do artigo em uma fonte maior;
  • incluir os subtítulos em fonte menor que a do título.

Há diversos cursos online e gratuitos sobre o assunto. Mas você também pode contratar um profissional especializado para realizar esse serviço.

Uma questão que vale ressaltar é que, a partir da criação do blog, os resultados demoram um pouco para aparecer, mas ele é uma ótima estratégia em longo prazo e que pode render frutos para o seu negócio. Isso porque acontece de os clientes conhecerem a sua marca por meio dos posts do seu site, seja ao realizarem buscas sobre determinado assunto, seja ao encontrarem os conteúdos em algum outro meio no qual eles foram divulgados.

4. Não ignorar a produção de materiais ricos

Os artigos de blog são uma ótima forma de atrair pessoas de forma orgânica (não paga) para o seu site. Agora, produzir outros tipos de materiais ricos e gratuitos, como e-books ou infográficos, também funciona muito bem em uma estratégia de Marketing de Conteúdo para o pequeno negócio.

Na hora de oferecer esse tipo de conteúdo, é interessante pedir algum dado de contato em troca do download do material, como e-mail e telefone. Isso porque, a partir desse tipo de informação, é possível mapear a conversão, já que você consegue ver quantas pessoas resolveram fazer o download.

Além disso, com os dados de contato em mãos, a comunicação com o público qualificado fica muito mais fácil. Afinal, você pode enviar um e-mail ou um WhatsApp para essas pessoas, que já mostraram interesse no seu assunto, divulgando outros conteúdos ou produtos da sua marca.

5. Fazer a distribuição nos canais adequados

A distribuição do conteúdo é tão importante quanto a sua produção (ou até mais!). Isso porque é ela que vai fazer as pessoas olharem para o que você produziu e consumirem os materiais.

Então, pense em quais canais você vai fazer a divulgação do seu conteúdo. Algumas opções são:

Esteja onde o seu cliente está. Não adianta investir em divulgação no LinkedIn se grande parte do seu público está no Instagram.

Por isso, aproveite a etapa de planejamento para definir como vai ser a distribuição do conteúdo produzido. Se você ainda não tem ideia de qual o melhor canal, faça testes e veja em qual você teve uma resposta melhor. Para saber isso, as métricas são essenciais!

6. Utilizar métricas de performance e qualidade

As métricas são suas melhores amigas em qualquer estratégia de Marketing de Conteúdo que você adote. Afinal, são elas que vão mostrar se o caminho tomado está funcionando ou se precisa ser revisto. Mas lembre-se de que os resultados também não vão aparecer de um dia para o outro.

Faça período de testes para entender:

  • qual o formato de conteúdo mais aceito pelo seu público;
  • que tipo de artigo ele gosta de ler;
  • qual modelo de post nas redes sociais tem maior engajamento.

Além disso, observe a conversão dos materiais produzidos. Ela mostra se aquele conteúdo gerou interesse suficiente nas pessoas para que elas fornecessem um dado de contato, por exemplo.

Se uma das formas de distribuição escolhidas é o e-mail, atente para as taxas de abertura e de cliques que cada mensagem recebeu. Plataformas como o Mailchimp permitem verificar esse tipo de informação com facilidade.

7. Ter boas referências

Na hora de criar seus conteúdos, tenha referências para se inspirar (mas, claro, não copie!). Acompanhe pessoas e marcas relevantes, mesmo que não tenham diretamente a ver com o seu nicho. Assim, você estimula a sua criatividade, além de se manter inteirado.

A internet é muito importante para o sucesso de qualquer negócio moderno. Estar na web é uma forma simples de garantir boa lucratividade e foco nos clientes certos. Nesse cenário, investir em Marketing de Conteúdo é uma ótima forma de colocar a sua marca na frente de seus consumidores de maneira natural e dinâmica.

Investir em Marketing de Conteúdo é, em outras palavras, investir na melhoria da presença da sua marca na internet. Essa é uma abordagem que torna o negócio mais visível e competitivo quando comparado a outros. Por isso, não deixe de integrar essa estratégia em seu dia a dia!

A gente espera que essas dicas tenham ajudado você a criar uma estratégia de Marketing de Conteúdo personalizada para o seu negócio! Se você gostou do nosso post, não deixe de seguir a gente no Facebook, no Twitter, no Instagram, no LinkedIn e no YouTube para receber mais!