Você sabe qual a diferença entre lucro e faturamento? Embora sejam conceitos parecidos e presentes na vida de qualquer empreendedor, existem diferenças entre eles — entender sobre o assunto é imprescindível para a gestão financeira do seu negócio.

Nesse sentido, controlar os indicadores financeiros é importante para compreender os resultados e o comportamento da loja ou empresa. Além de auxiliar na tomada de decisões, é possível desenvolver estratégias mais certeiras e focadas em elevar os resultados, seja no lucro ou no faturamento.

Neste post, você vai entender qual a diferença entre lucro e faturamento, como calculá-los e como melhorar os seus resultados nesses quesitos. Continue a leitura e saiba o que fazer para potencializar as suas vendas, se destacar entre os concorrentes e atingir o sucesso!

Por que entender a diferença entre lucro e faturamento?

Você sabia que uma empresa pode ter um faturamento muito alto e pouquíssimo lucro? Assim como outra empresa pode ter um faturamento mais baixo e uma boa taxa de lucro? Tudo vai depender dos gastos com o negócio, e essa relação é crucial para o sucesso.

Por isso, a melhor forma para promover o crescimento financeiro consistente e sustentável é conduzindo uma gestão eficaz. Para tanto, entender as diferenças entre lucro e faturamento é considerado o ponto de partida para evitar situações extremamente desagradáveis.

Sendo assim, separar esses fatores vai ajudar a não cair em ilusões do faturamento alto, que nem sempre é sinônimo de que tudo está indo bem. Afinal, os custos que o negócio tem para manter as atividades influenciam diretamente no fluxo de caixa.

Portanto, entender tudo sobre o lucro e faturamento é importante para saber se o negócio realmente está crescendo, ou será necessário adotar alguma estratégia. Sobretudo, contribui para organizar a gestão e antecipar as ações para potencializar os resultados.

O que é faturamento?

De forma simples, o faturamento corresponde a quanto a sua empresa ganha com as vendas de produtos e serviços em um determinado período de tempo. No caso das empresas, os impostos pagos incidem sobre o faturamento do negócio, como o COFINS e o PIS.

O faturamento é um dos elementos mais importantes do planejamento financeiro e para a contabilidade de um negócio. Ele representa, de forma direta, quanto a empresa vendeu durante o período, ainda sem descontar os custos operacionais, fixos e variáveis.

Como calcular o faturamento?

O cálculo do faturamento é bem fácil de fazer, mais simples até do que calcular o seu lucro. Você só precisa multiplicar o preço dos seus produtos ou serviços vendidos pela quantidade vendida, definindo um período de tempo como base para o cálculo.

Se você vende mais de um item, é só somar o faturamento de cada um para chegar ao valor total do período. Por exemplo, se a sua loja vende bolos a R$30 e, no mês, vendeu 250 itens, isso significa que o seu faturamento nesse período foi de R$7.500.

Embora seja um cálculo flexível, o mais comum é calcular o faturamento mensal da empresa, criando um histórico de dados. Ao controlar esse resultado todos os meses, é possível fazer comparativos trimestrais, semestrais ou anuais e ter um panorama abrangente sobre o negócio.

É interessante saber o seu faturamento para poder criar metas para o futuro. Mas, além disso, é importante saber o quanto você lucrou com as suas vendas. Dessa forma, você vai saber exatamente como está o desempenho do seu negócio no mercado.

O que é lucro?

Diferentemente do faturamento, o lucro não leva em consideração apenas o valor das suas vendas, mas também os custos do seu negócio. O lucro corresponde, então, ao faturamento menos os gastos da empresa em um determinado período, como um mês, um semestre ou um ano.

Em outras palavras, o lucro indica o quanto de caixa disponível você terá para usufruir. Ou seja, é o que “sobra” do seu faturamento depois que você pagar todos os custos da empresa, considerando as despesas fixas e variáveis relacionadas às operações.

Como calcular o lucro?

Para calcular o lucro do seu negócio, você precisa saber o seu faturamento, assim como os custos fixos e variáveis da sua empresa. Além disso, é possível calcular tanto o lucro bruto, que corresponde ao lucro mais geral da empresa, como o lucro variável, que é o real rendimento do negócio.

Para o primeiro caso, você deve aplicar o seguinte cálculo:

  • Faturamento do período – custos variáveis do período = lucro bruto

Já no caso do lucro líquido, o cálculo é um pouco mais complexo, mas nada de muito difícil. Para encontrar o resultado, aplique a seguinte fórmula:

  • Faturamento – (custos fixos + custos variáveis + impostos) = lucro líquido

Os custos fixos são aqueles que não mudam de mês para mês, como o gasto com sistemas de gestão e o salário dos funcionários. Já os variáveis são os que mudam todos os meses ou os imprevistos, como uma reforma de última hora.

Retomando o que dissemos no começo do post, como o cálculo do lucro envolve a subtração dos custos, ter um faturamento alto não é garantia de ter lucro. Por isso, é importante ficar de olho também nos gastos da sua empresa, monitorando pontualmente cada despesa.

Como melhorar o lucro e o faturamento do seu negócio?

Agora que você já entendeu o conceito e a diferença entre lucro e faturamento, é essencial saber o que fazer para elevar os seus resultados. Trata-se de estratégias comerciais indispensáveis para aperfeiçoar o seu negócio, aumentando o volume de vendas e, consequentemente, os seus lucros.

Separamos dicas valiosas para você aplicar no seu negócio e ter maior lucratividade com as vendas. Confira!

Faça um planejamento

Como vimos, o lucro e o faturamento são elementos que precisam aparecer no seu planejamento financeiro. Você deve registrar os resultados a cada mês para fazer comparativos entre os períodos e ter mais clareza sobre como anda o seu negócio.

Com isso, você tem mais ferramentas para fazer um planejamento certeiro para a sua empresa. Na hora de se planejar, é importante definir as métricas que serão consideradas nas suas avaliações e olhar para o seu histórico financeiro.

Olhe para os erros do passado e para aquilo que deu certo e trouxe lucros em outros meses. A ideia é replicar o que funcionou e evitar repetir o que trouxe prejuízos, além de buscar inovações para melhorar os seus processos de forma contínua, gerando resultados ainda melhores.

Corte gastos

Se o cálculo do lucro considera os custos do negócio, para aumentar o seu lucro, vale a pena rever os seus gastos e procurar cortar o que está a mais. Para isso, o planejamento financeiro é fundamental. Com ele, você consegue ter uma visão mais clara sobre todos os custos e, então, decidir o que pode ser cortado.

Ao mesmo tempo, não adianta cortar custos essenciais e que trarão mais prejuízo do que lucro. Então, avalie bem esse aspecto e converse com o time para identificar se algum sistema não está sendo utilizado e reduzir despesas sem comprometer a qualidade e a experiência do cliente.

Defina objetivos e metas

As metas guiam as suas estratégias. Com uma meta, você pode pensar em formas criativas de alcançá-las. Por isso, a partir da análise dos seus resultados atuais de lucro e faturamento, avalie o que pode melhorar e crie metas realistas para o próximo período.

Assim, é possível criar um processo consistente de crescimento para o seu negócio e melhorar os seus resultados, mesmo que aos poucos. Portanto, estabelecer metas para a equipe e fornecer o devido apoio é importante para melhorar os atendimentos e elevar o faturamento.

Pesquise o mercado e os concorrentes

Para entender como está o seu segmento e se as suas soluções são atrativas para os consumidores, é indispensável acompanhar o mercado. Ao entender sobre a realidade do mercado, você terá maior embasamento para tomar decisões importantes em relação ao faturamento e ao lucro.

Além disso, não deixe de monitorar os seus concorrentes diretos e indiretos, pois assim será possível entender melhor como está o seu negócio — principalmente quanto aos diferenciais em relação a outras lojas, o que vai ajudar a melhorá-lo e a torná-lo mais atrativo para os clientes.

Invista em estratégias para aumentar o ticket médio

O ticket médio é um indicador que representa o valor médio do faturamento em cada venda, considerando um período de referência. Sendo assim, elevar o valor de compra de cada pedido é uma ótima forma de elevar o seu faturamento e lucro, de maneira prática e eficaz.

Para isso, é possível utilizar as seguintes estratégias:

  • faça kits de produtos;
  • apresente produtos similares para estimular vendas;
  • aplique descontos progressivos;
  • adote programas de fidelidade;
  • eleve o seu portfólio de produtos.

Precifique corretamente os produtos e serviços

Embora as promoções sejam um grande atrativo para os consumidores, é importante que a precificação seja executada da forma correta. Assim, você evita prejuízos e ainda mantém os valores interessantes para o cliente, influenciando na decisão de compra.

Invista no marketing

As estratégias de marketing, principalmente digital, são extremamente importantes para dar maior visibilidade ao seu negócio. Sobretudo, ajudam a otimizar o seu relacionamento com o público-alvo, facilitando o processo de captação de clientes, conversão e fidelização.

Sendo assim, conte com apoio profissional e desenvolva campanhas de marketing personalizadas, de acordo com seu público e objetivos. É uma das formas mais eficazes de atrair consumidores e elevar as possibilidades de vendas, aumentando o faturamento e a lucratividade.

O lucro e o faturamento são os pilares da gestão financeira de um negócio, como você pôde notar neste artigo. Portanto, entender sobre eles e investir em soluções inovadoras para a gestão é imprescindível para promover o crescimento e a solidez em um mercado cada vez mais competitivo.

Gostou do post? Agora que você já sabe tudo sobre lucro e faturamento, o que acha de conhecer soluções inovadoras para aperfeiçoar a gestão financeira? Não perca tempo e veja como podemos ajudar a facilitar a gestão do seu negócio!