Tempo de leitura: 6 minutos

Lucro e faturamento são conceitos muito presentes na vida de qualquer empreendedor, mas você sabe qual a diferença entre eles?

É importante saber o que cada um significa para entender os resultados do seu negócio nessas duas frentes. Com isso, é possível desenvolver estratégias mais certeiras focadas em um ou em outro.

No post de hoje, vamos ver qual a diferença entre lucro e faturamento, como calculá-los e  como melhorar os seus resultados nesses quesitos. Vem ler!

Qual a diferença entre lucro e faturamento?

Sabia que uma empresa pode ter um faturamento muito alto e pouquíssimo lucro? Assim como outra empresa pode ter um faturamento mais baixo e uma boa taxa de lucro. Tudo vai depender dos gastos com o negócio.

Por isso, é importante entender as diferenças entre um e outro, para não cair na ilusão do faturamento alto.

Confira a seguir mais sobre as diferenças entre lucro e faturamento.

O que é faturamento?

De forma simples, o faturamento corresponde a quanto a sua empresa ganha com as vendas de produtos e serviços em um determinado período de tempo.

No caso das empresas, os impostos pagos incidem sobre o faturamento do negócio, como o COFINS e o PIS.

O faturamento é um dos elementos mais importantes do planejamento financeiro e para a contabilidade de um negócio.

Como calcular o faturamento do seu negócio?

O cálculo do faturamento é bem fácil de fazer, mais simples até do que calcular o seu lucro. Você só precisa multiplicar o preço dos seus produtos ou serviços vendidos pela quantidade vendida.

Se você vende mais de um item, é só somar o faturamento de cada um para chegar ao valor total do período.

Então, se você vende bolos a R$30 e, no mês, vendeu 250 itens, isso significa que o seu faturamento foi de R$7500.

O mais comum é calcular o faturamento mensal da empresa, controlando esse resultado todos os meses para fazer comparativos trimestrais, semestrais ou anuais.

É interessante saber o seu faturamento para poder criar metas para o futuro. Mas, além disso, é importante saber o quanto você lucrou com as suas vendas. Confira mais sobre lucro a seguir!

O que é lucro?

Diferentemente do faturamento, o lucro não leva em consideração apenas o valor das suas vendas, mas também os custos do seu negócio.

O lucro corresponde, então, ao faturamento menos os gastos da empresa em um determinado período, como um mês, um semestre ou um ano.

O lucro indica o quanto de caixa disponível você terá para usufruir. Ou seja, é o que “sobra” do seu faturamento depois que você pagar todos os custos da empresa.

Como calcular o lucro do seu negócio?

Para calcular o lucro do seu negócio, você precisa saber o seu faturamento, assim como os custos fixos e variáveis da sua empresa.

Além disso, é possível calcular tanto o lucro bruto, que corresponde ao lucro mais geral da empresa, como o lucro variável, que é o real rendimento do negócio.

Para o primeiro caso, você deve aplicar o seguinte cálculo:

Faturamento do período – Custos variáveis do período = Lucro bruto

Já no caso do lucro líquido, o cálculo é um pouco mais complexo, mas nada de muito difícil. Para encontrar o resultado, aplique a seguinte fórmula:

Faturamento – (Custos fixos + Custos variáveis + Impostos) = Lucro líquido

Os custos fixos são aqueles que não mudam de mês para mês, como o gasto com sistemas de gestão e o salário dos funcionários.

Já os variáveis são os que mudam todos os meses ou os imprevistos, como uma reforma de última hora.

Retomando o que dissemos no começo do post, como o cálculo do lucro envolve a subtração dos custos, ter um faturamento alto não é garantia de ter lucro.

Por isso, é importante ficar de olho também nos gastos da sua empresa.

Como melhorar o lucro e o faturamento do seu negócio?

Separamos 3 dicas valiosas para você aplicar no seu negócio e ter mais lucros com as suas vendas. Confira!

1. Planejamento

Como vimos, o lucro e o faturamento são elementos que precisam aparecer no seu planejamento financeiro.

Você deve registrar os resultados a cada mês para fazer comparativos entre os períodos e ter mais clareza sobre como anda o seu negócio.

Com isso, você tem mais ferramentas para fazer um planejamento certeiro para a sua empresa.

Na hora de se planejar, é importante definir as métricas que serão consideradas nas suas avaliações e olhar para o seu histórico financeiro.

Olhe para os erros do passado e para aquilo que deu certo e trouxe lucros em outros meses. A ideia é replicar o que funcionou e evitar repetir o que trouxe prejuízos.

2. Corte de gastos

Se o cálculo do lucro considera os custos do negócio, para aumentar o seu lucro, vale a pena rever os seus gastos e procurar cortar o que está a mais.

Para isso, o planejamento financeiro é fundamental. Com ele, você consegue ter uma visão mais clara sobre todos os custos e, então, decidir o que pode ser cortado.

Ao mesmo tempo, não adianta cortar custos essenciais e que trarão mais prejuízo do que lucro. Então, avalie bem esse aspecto e converse com o time para identificar se algum sistema não está sendo utilizado.

3. Metas

As metas guiam as suas estratégias. Com uma meta, você pode pensar em formas criativas de alcançá-las.

Por isso, a partir da análise dos seus resultados atuais de lucro e faturamento, avalie o que pode melhorar e crie metas realistas para o próximo período.

Assim, é possível criar um processo consistente de crescimento para o seu negócio e melhorar os seus resultados, mesmo que aos poucos.

O que você achou do post de hoje? Se você gosta de conteúdos para melhorar a saúde financeira da sua empresa, pode se interessar também por este artigo: 6 estratégias de controle financeiro para e-commerce!

Para ficar por dentro de todas as novidades do Papo de Balcão, participe do nosso grupo no Telegram. É só clicar neste link, utilizando o seu celular: Grupo PDB.

Obrigada pelo papo e conte com a gente!